CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Roteiro para conhecer o Parque Ibirapuera com outros olhos

Você sabia que por lá existe um cemitério de cachorros? Ou que o parque tem um banco original do Central Park, de Nova Iorque?

Por: Publi

O parque mais queridinho dos paulistanos é muito mais do que um espaço para práticas esportivas. Além de ser reduto diário da galera fitness, o Parque Ibirapuera é também pólo cultural – com direito a cinco museus! – e de aprendizagem ambiental.

pessoas observam grande árvore em passeio no parque ibirapuera
Crédito: DivulgaçãoO Parque Ibirapuera é muito mais que um espaço pra você praticar exercícios!

Aliás, tem muita coisa sobre o Ibira que a gente não sabe. Por exemplo… Você sabia que por lá existe um cemitério de cachorros? Ou que o parque tem um banco original do Central Park, de Nova Iorque? Pois é!

E as curiosidades não param por aí! No Ibira você pode fazer muita coisa diferente e aprender um montão de outras, como participar das atividades de caminhadas monitoradas, do birdwatching (observação de pássaros), cursos, sem contar o Jardim Japonês e das araucárias, que você pode visitar!

PISCINAS GRATUITAS PARA DAR UM TCHIBUM REFRESCANTE EM SP

Não é à toa que em 2015, por sua riqueza verde, esportiva e cultural, o Parque Ibirapuera foi elencado por um colunista do jornal britânico The Guardian, como um dos “melhores parques do planeta“, junto a parques como o Buttes-Chaumont de Paris, o Boboli de Florença, a High Line de Nova Iorque, o Hampstead Heath de Londres e o Parque Güell de Barcelona.

Pra fazer jus a esse título, conheça atividades para você enxergar o Ibira com outros olhos. Como o parque é enorme e tem vários portões, chama seu 99 que você chega facinho na entrada que quiser! Colaí!

  • Viveiro Manequinho

O Viveiro Manequinho Lopes é um viveiro municipal histórico, aberto a visitação nos dias de semana. O viveiro, que fica dentro do Parque Ibirapuera, produz mudas de plantas destinadas aos plantios das áreas públicas da cidade.

Também no Manequinho, e junto a outros dois viveiros de São Paulo, são feitas pesquisas e experimentações para aprimorar a produção de plantas.

O viveiro do Ibira possui coleções vivas de espécies vegetais com um rico acervo de 200 espécies diferentes de plantas com potencial paisagístico e à disposição dos visitantes:

  • 10 estufas (casas de vegetação)
  • 97 estufins (canteiros suspensos)
  • 3 telados (estruturas cobertas com tela de sombreamento)
  • 39 quadras entre quadras de matrizes e de estoque de mudas envasadas, prontas para o fornecimento aos órgãos públicos municipais.

Os técnicos do viveiro também prestam assistência técnica caso você precise de orientações para projetos paisagísticos na cidade de São Paulo.

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 7
Quando: segunda a sexta, das 7h às 17h30
Entrada: grátis

  • Pavilhão Japonês

Dentro do Parque Ibirapuera existe um escondido, agradável e calmo Jardim Japonês, que foi entregue pela colônia japonesa no quarto centenário da cidade de São Paulo em 1954.

O espaço até hoje é conhecido como “Pavilhão” Japonês por alguns, fazendo referência à grande feira de inauguração do parque e seus respectivos pavilhões.

lago com carpas do pavilhão japonês do parque ibirapuera
Crédito: DivulgaçãoA área do Jardim Japonês é cuidada há décadas pela organização Bunkyo

Além do jardim repleto de plantas e árvores ornamentais, identificadas com nome científico e país de origem, há por ali uma linda construção inspirada no Palácio Katsura de Quioto, onde você encontra uma pequena mostra da memória e cultura japonesa.

Em exposição você encontra peças de cerâmicas, trajes de guerreiros e outros objetos típicos desse povo que tem em São Paulo a maior colônia fora do Japão.

Na parte dos fundos da construção, há um popular lago repleto de carpas que pode ser contemplado e, quem tiver interesse, também pode alimentar os peixes com ração fornecida pelos funcionários.

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 3 e 10
Quando: quarta, sábado, domingo e feriado, das 10h às 12h e das 13h às 17h
Entrada: o Jardim Japonês tem entrada gratuita, mas para conferir a mostra de cultura japonesa, dentro do prédio, o ingresso custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada).

  • Caminhadas monitoradas

As caminhadas monitoradas foram idealizadas para fortalecem laços comunitários e fomentar o cuidado do Parque Ibirapuera. Ao todo são três diferentes passeios, todos organizados pelo Parque Ibirapuera Conservação:

Descobrindo o Ibirapuera 

Nessa caminhada, os voluntários apresentam aspectos históricos e curiosidades, conhecendo a fundo mais de 40 pontos de interesse entre equipamentos culturais e esportivos, praças, estátuas e monumentos, entre outros, dando uma visão geral do parque. É nessa caminhada que você visita o cemitério de cães e o banco do Central Park que existem dentro do Parque.

caminhada descobrindo o ibirapuera no parque
Crédito: DivulgaçãoÉ nessa caminhada que você visita o cemitério de cães e o banco do Central Park

A caminhada dura em torno de 2h30 a 3h. Neste link você pode conferir as datas de saída do passeio.

Identificação de árvores

Nesse passeio, você participa de uma interação com a natureza e aprende a identificar as árvores do Parque Ibirapuera.

A atividade foi concebida junto ao Instituto Árvores Vivas para toda a família e pessoas de todas as idades que tenham vontade de conhecer aspectos históricos e curiosidades de uma grande diversidade de espécies de árvores que habitam o Parque Ibirapuera.

identificando arvores é uma das caminhadas do parque ibirapuera
Crédito: DivulgaçãoNa caminhada, é possível identificar as espécies do Brasil e do mundo que se encontram no parque, coexistindo com o público, animais e equipamentos do parque

A caminhada dura em torno de 2h30 a 3h. Neste link você pode conferir as datas de saída do passeio.

Observação de Aves

Nessa caminhada, você aprende um pouco mais sobre os pássaros que vivem no Parque Ibirapuera e também sobre aqueles que migram sazonalmente para lá. Dentro do percurso, você entende a importância do Ibirapuera como fragmento de Mata Atlântica.

Essa caminhada também tem em torno de 2h30 a 3h de duração e você pode conferir as datas de saída do passeio no site do Parque Ibirapuera Conservação.

passaros comendo flagrados em caminhada no parque ibirapuera
Crédito: DivulgaçãoO objetivo maior da observação de pássaros é difundir conhecimento na preservação e manutenção das espécies que habitam o Parque Ibirapuera

Onde: Identificação das Árvores – No portão 6
Observação de Aves e Descobrindo o Ibirapuera – Bosque da Leitura ao lado do Viveiro Manequinho Lopes
Entrada: se você ainda não é amigo do parque, pode participar fazendo uma doação simbólica e única na hora de reservar seu lugar na caminhada. Os valores de doação variam de R$ 10 a R$ 90.

  • Arte e cultura

Já deu pra perceber que há muita arte no jardim e pelos cantos do parque, né? Também no Ibirapuera você também encontra cinco museus. São eles: MAC, MAM, Pavilhão das Culturas Brasileiras, Museu AfroBrasil e a Bienal, além da OCA e do Auditório Ibirapuera.

Museu de Arte Contemporânea (MAC)

O Museu de Arte Contemporânea (MAC) fica no imponente prédio projetado por Oscar Niemeyer, ex-Detran, em frente ao Parque Ibirapuera. O museu tem seis andares reservados para receber exposições e um acervo de 10 mil obras de Picasso, Matisse, Kandinsky, Tarsila do Amaral, Volpi e outros artistas.

Museu de arte contemporânea no parque ibirapuera
Crédito: DivulgaçãoPassarela de acesso ao MAC

Onde: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301
Quando: terça a domingo, das 10h às 18h
Entrada: grátis

Museu de Arte Moderna (MAM)

A história do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP) no parque, um dos primeiros museus de arte moderna da América Latina, começa durante a 5ª Bienal de São Paulo, quando Lina Bo Bardi e Martin Gonçalves idealizaram o projeto de um ambiente temporário sob a marquise para abrigar a exposição “Bahia”.

De lá para cá, o MAM cresceu e possui hoje mais de 4 mil obras de arte contemporânea brasileira, com peças de Candido Portinari, Emiliano Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral e Victor Brecheret, além instalações de Regina Silveira, Nelson Leirner e José Damasceno.

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 3
Quando: terça a domingo e feriados, 10h às 18h
Entrada: R$ 10 (inteira); R$ 5 (meia-entrada). Grátis aos sábados

Oca

edifício da Oca é um espaço expositivo com mais de 10 mil metros quadrados dentro do Parque Ibirapuera. No passado chegou a abrigar o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore. Desde junho de 2010 é administrado pelo Museu da Cidade e abriga grandes exposições.

oca ibirapuera
Crédito: DivulgaçãoDesde junho de 2010 é administrado pelo Museu da Cidade, junto a Secretária Municipal da Cultura e abriga grandes exposições

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 3
Quando: terça a domingo e feriados, 9h às 17h

Entrada: grátis

Pavilhão das Culturas Brasileiras

O Pavilhão das Culturas Brasileiras no Parque Ibirapuera fica em um edifício de 11 mil metros quadrados parte do conjunto de obras do arquiteto Oscar Niemeyer e abriga um espaço democrático que busca dar visibilidade à cultura do povo brasileiro e suas expressões.

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 10
Quando: confira programação

Auditório Ibirapuera

O Auditório Ibirapuera foi concebido nos anos 1950 pelo arquiteto Oscar Niemeyer, mas só foi construído em 2005. A capacidade interna é de 800 pessoas, mas quando aberta uma porta de 20 metros no fundo do palco, a capacidade chega a quase 15 mil pessoas na área externa.

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 3
Quando: confira programação

Museu Afro Brasil

O Museu Afro Brasil se tornou uma instituição pública em 2009, e desde então conserva um acervo com mais de seis mil obras, entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, documentos e peças etnológicas, de autores brasileiros e estrangeiros.

Saiba tudo sobre o Museu Afro Brasil aqui.

Fundação Bienal de São Paulo

pavilhão da bienal de são paulo
Crédito: DivulgaçãoGalerias do Pavilhão da Bienal de São Paulo

O prédio da Bienal, Pavilhão Ciccillo Matarazzo, é considerado um ícone cosmopolita da arquitetura moderna. É nele que acontece a Bienal de Artes de São Paulo, promovida pela Fundação Bienal de São Paulo que funciona e conserva o espaço.

Onde: Parque Ibirapuera – Portão 3
Quando: confira programação

Quer mais dicas legais para explorar SP? Seus problemas acabaram: fica de olho aqui na Catraca Livre, que a gente tem roteiros incríveis para você colar com o seu 99, que garante a dupla imbatível preço e qualidade!

Mais rolês diferentes por São Paulo:

1
5 blocos incríveis para curtir o Carnaval de rua no Rio
Carnaval está aí e é chegada a hora da gente decidir quais blocos nós vamos arrasar as nossas fantasias, confetes, …
2
5 blocos incríveis para curtir o carnaval de rua de SP
O Carnaval está aí! É chegada a hora de escolher os blocos para arrasar na passarela das ruas, ostentando fantasias, …
3
BH: Jetiboca tem café incrível a R$ 3, pão de queijo e muito amor
Um dos lugares mais incríveis e inusitados no centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, é o Mercado Novo. Há …
4
3 trilhas no Rio com vistas de tirar o fôlego
Esse vídeo é para os amantes de ecoturismo, ou mesmo para quem quer começar a fazer trilhas e se conectar …
5
Parque da Pedra Branca no RJ: a maior floresta urbana do país
Pega um calçado confortável, passar protetor e repelente e Colaí nessa caminhada pelas trilhas do Parque da Pedra Branca, a …
6
Roteiro zen para fugir do caos de SP
Viver em SP é estar sempre ligadão no 220. Mas é legal dar uma freada no corre corre, né não?Colaí …
7
3 rolés pra curtir no Baixo Tijuca no Rio de Janeiro
A região do Baixo Tijuca tem muito o que oferecer quando o assunto é cerveja gelada!Colaí que eu tenho as …
8
Arena Digital de Curitiba: cinema e planetário no mesmo lugar
Ver as estrelas, mergulhar no fundo do mar, conhecer de pertinho todo o sistema solar. Tudo isso é possível em …