Teatro de boneco resgata história e diversidade africana

Inspirado nas histórias da região de Gana, a peça reflete sobre racismo e diversidade por meio do teatro de boneco

Por: Redação Comunicar erro
Nos dias
18/04 - 23/04
27/04
2019
18/04, às 10h; 23/04, às 10h e às 14h; 27/04 às 16h

O Coletivo Colérico estreia em abril seu mais novo espetáculo infantil. Inspirado nas histórias e contos de personagens pertencente à cultura Ashanti, da região de Gana, a peça “Ananse” apresenta ao público uma história cheia de símbolos ancestrais por meio do teatro de bonecos.

espetáculo de bonecos ananse do grupo colérico
Crédito: Moa Novaes‘Ananse’ é uma peça cheia de símbolos ancestrais pertencentes à cultura Ashanti, da região de Gana

A narrativa gira em torno de Ananse, uma criança cheia de imaginação, que vive muitas aventuras depois de um episódio importante de sua infância. No espetáculo, a trilha sonora e os bonecos levam o público a construir suas próprias histórias, mostrando que toda criança pode ser o que quiser, basta sonhar.

A primeira pesquisa do Coletivo Colérico partiu de provocações estéticas desencadeadas pelos livros “Mãe África”, de Celso Sisto, e “Histórias de Ananse”, de Adwoa Badoe e Baba Wagué Diakité. Estas obras e um vasto referencial acerca do povo Ashanti serviram como base de estudo para o grupo, que através da materialidade que as obras literárias oferecem, desenvolveram o espetáculo, que explora diversas possibilidades do teatro de bonecos e propicia ao espectador uma experiência poética potente e rica de significados.

Coletivo colérico apresenta o teatro de boneco ananse
O teatro de boneco é uma antiga forma de expressão artística originada há cerca de três mil anos e casa perfeitamente com a proposta do Coletivo Colérico de resgatar ancestralidadeMoa Novaes
Coletivo colérico apresenta o teatro de boneco ananse
A história do espetáculo de boneco do Coletivo Colérico conta a história de Ananse, uma criança cheia de imaginação, vive muitas aventuras depois de um episódio importante de sua infânciaMoa Novaes
Coletivo colérico apresenta o teatro de boneco ananse
Em um espetáculo cheio de símbolos ancestrais, a trilha sonora e os bonecos levam o público a construir suas próprias histórias, mostrando que toda criança pode ser o que quiser, basta sonharMoa Novaes

Em abril, o teatro de bonecos é apresentada em três espaços: na Biblioteca Pedro Nava, dia 18, às 10; no CEU Perus, dia 23, às 10h e às 14h; e na Oficina Cultural Oswald de Andrade, dia 27, às 16h. A entrada é gratuita e para todos os públicos.