Sexta Básica invade as Caldeiras com shows de Bnegão, Luê e DJs

BNegão é uma das atrações do mês no Bixiga

site: casadascaldeiras.com.br

telefone: (11) 3873-6696

email: contato@casadascaldeiras.com.br

Casa de shows

facebook: www.facebook.com

Por: Redação | Comunicar erro

A festa Sexta Básica é a próxima convidada do projeto TodoDomingo Musical em SP, que acontece na Casa das Caldeiras. Nesta edição, o baile chega fervendo com shows de BNegão Trio, Luê e Sambetto, além dos sets do DJs Thiagão e dos Patuá DJs.

O evento tem entrada gratuita e acontece no próximo domingo, dia 11 de Novembro, à partir de 15h. Neste ano, a programação de domingo das Caldeiras celebra 10 anos e renova o edital para se manter gratuita e acessível a todos.

A Sexta Básica é uma plataforma musical que realiza festas, shows e eventos de rua, sempre com encontros e formações inéditas ou inusitadas. Ela nasceu em 2010, da vontade de amigos que idealizavam um novo conceito de noite para Belo Horizonte (MG). Formado por produtores culturais e DJ`s, o grupo passou a promover mensalmente noites especiais, sempre com muita música boa, em lugares inusitados e exclusivos da cidade.

Confira a programação completa da Sexta Básica na Casa das Caldeiras:

BNegão Trio

Projeto que se dedica apenas às apresentações ao vivo, executa um set instigante, explosivo, que passa por todas as fases da longa carreira do MC. O trio é representado por: BNegão, considerado um dos principais e mais ativos rappers do Brasil, o MC dos Seletores de Frequência e do Planet Hemp; Pedro Selector, reconhecido pelas fanfarras cariocas, como o CineBloco, Os Siderais e a Go East Orkestar e DJCastro, produtor, DJ do rapper Black Alien e fundador/idealizador (ao lado dos MCs de Leve e Marechal) do grupo Quinto Andar, considerado o maior coletivo do hip hop underground no país.

Luê

Cantora e compositora paraense, Luê tem formação clássica em violino, pelo Conservatório Carlos Gomes (PA). Fez parte da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFPA (OSUFPA). Além de cantar, a artista também toca rabeca (ancestral do violino, feito por artesãos e com tradição forte na região Norte do Brasil). Seu recente trabalho "Ponto de Mira", a cantora encontra o ponto exato de equilíbrio entre a experimentação com a música eletrônica e acordes de rabeca e violino, encaixados de maneira certeira nas canções. O resultado é uma tradução do que a artista é: alguém representada tanto pela linguagem tradicional das cordas quanto pela moderna dos sintetizadores.

Quarteto Sambetto

O grupo manda ver nos clássicos do Samba, Brasileira e Bossa Nova em uma linguagem instrumental dançante, dinâmica, sedutora e interativa, que reage juntamente com o público em seu repertório. O som faz alusão aos sucessos do passado e da atualidade passando por grandes composições do cancioneiro nacional e celebrando os grandes mestres da nossa música como Cartola, Nelson Cavaquinho,
Paulinho da Viola, Chico Buarque, Adoniran Barbosa, Seu Jorge, Beth Carvalho, entre outros. O quarteto é formado por jovens músicos, fundado e liderado pelo trombonista Ed Trombone ao lado de Leandro Matos (Violão 6), Cauê Silva (percussão), Danilo Vianna (contra baixo acústico).

Curtiu? Então se ligue nessa:

Compartilhe:

Autor: Por: Redação