25 curiosidades sobre a Suíça

Por: Catraca Livre Comunicar erro

Você sabia que para ter cachorros na Suíça precisa fazer um curso? E que existem mais de 30.000 abrigos nucleares no país? Se você pensa que a Suíça se resume a queijos, chocolates e canivetes, está muito enganado. Neste post, saiba mais sobre esse país que eu mal conheço mas já admiro pacas. Merci Vielmal!

André Sarli largou o certo pelo incerto e veio em busca de uma grande aventura na Suíça. Ele escreve todas as semanas no Blog Revoando.

É amigo! A Suíça é um país pequeno mas muitíssimo interessante. Se você vier aqui e achar que vai encontrar uma espécie de Alemanha ou França diferentes, vai se enganar. Os suíços são únicos e tem traços únicos – eles não gostam de ser confundidos. Por isso este país com menos de 8 milhões de habitantes tem muitas curiosidades, algumas das quais eu listei abaixo:

1. A linha de pobreza da Suíça é de mais ou menos 2,200 francos por mês. Isso dá quase 9 mil reais por mês. Mas é melhor não converter por que o pessoal aqui ganha em Francos.

2. A Suíça foi um país em boa parte neutro na segunda guerra mundial mas não deixou de se preparar. Hoje existem mais de 30.000 bunkers (abrigos) nucleares em todo país. Como o perigo já passou, muitos deles estão sendo usados para outros fins, como moradia, hostelaria, restaurantes, envelhecer queijos e vinhos.

3. O número de abrigos nucleares da Suíça é o suficiente para guardar toda a população do país contra qualquer ataque, pelo tempo de 1 ano. 

4. Quatro idiomas: Na Suíça se fala alemão (mais de 60%), francês (20%), italiano (10%) e romanche (menos de 3%).

5. E por falar em Romanche, é uma língua latina parecida com o português que basicamente só é falada no cantão de Grisons.

6. A data de fundação da Suíça é comumente associada em 1291. O que aconteceu naquele ano? Algumas comunas se associaram para defesa mútua e interesses comuns como estados independentes, assinando a Carta Federal.

7. O nome oficial da Suíça é Confederação Helvética. É por isso que os sites suíços terminam com CH. Mas por que esse nome? É em homenagem às antigas tribos que habitavam a região antes da chegada dos romanos – os Helvécios. Era mais fácil se referir à confederação de cidades por um nome em latim, a língua mais falada até o século 19, já que não se falava a mesma língua em todas as cidades.

Confira o resto das curiosidades no Blog Revoando.

Compartilhe: