5 templos que você não pode deixar de conhecer no Egito

Por: Catraca Livre

Quando a gente pensa em conhecer o Egito logo vem na mente as famosas pirâmides, a Esfinge, o rio Nilo… Mas o Egito é muito mais que isso. Estivemos no Egito por uma semana e visitamos 4 cidades. Tivemos uma verdadeira aula de história! Descobrimos templos muito bem preservados que faz a gente voltar no tempo. Construções milenares e enigmáticas que mexem com o nosso “racional” e “emocional”. Por isso, nós (Drê e Kito) do blog Na vibe trips selecionamos aqui 5 templos que você não pode deixar de conhecer quando for ao Egito!

20150402_090853r
Grande Templo de Ramsés II

 Grande Templo de Ramsés II

Situado na região de Núbia a aproximadamente 300 km de Aswan, O grande templo de Abu Simbel (Ramsés 2º) é um dos mais conservados do Egito e para muitos, um dos mais bonitos. Nós estávamos bastante ansiosos, pois pelo que tínhamos pesquisado anteriormente o templo era mesmo impressionante. A entrada custou 127 LE e incluía todo o complexo com os dois templos e o Lago Nasser.

Foi construído originalmente no século 13 a.C. por ordem do faraó Ramsés II em sua própria homenagem. Atualmente fazem parte do Patrimônio Mundial da Unesco. Realmente é magnífico e podemos dizer que concordamos com aqueles que consideram este templo como um dos mais belos do Egito. As fotos são permitidas somente da parte exterior, que, em nossa opinião, é a mais bonita também. A entrada contava com quatro estátuas gigantescas do faraó, porém uma delas foi destruída, segundo o guia, por um terremoto. Dentro do templo, as câmaras, as pinturas e estátuas estão muito bem preservadas.

20150401_163849r
Templo de Isis

 Templo de Isis

Como está situado na Ilha de Philae, o interessante é que só tem acesso de barco. Nós nem esperávamos muita coisa desse templo, mas foi um dos mais bonitos. Pagamos 60 LE e entramos por um portão que dava num píer onde estavam diversos barcos ancorados. Entramos em um deles (pagamos mais 5 LE de “gorjeta” ao barqueiro) e seguimos em direção ao templo.

O caminho já é lindíssimo, belíssimas montanhas rochosas cortam o rio Nilo e o sol estava somando à beleza do lugar. Um clima super agradável e os “clicks” das máquinas fotográficas já começaram ali. Quando ancoramos… Uaw!!!! O Templo era simplesmente fantástico. Algumas partes estão muito bem preservadas. As construções são de 305 a 30 a.C. Segundo nosso guia, as partes mais danificadas, na verdade, teriam sido “raspadas” por sacerdotes cristãos a fim de impor a religião.

20150403_155337r
Colunas gigantescas do Templo de Karnak

 Templo de Karnak

Os Templos de Karnak são um enorme complexo belíssimo, com mais de 100 colunas gigantescas, situado em Luxor – East Bank. O local, segundo nosso guia, era um santuário dedicado a Amon, Mut e Khonshu. Ali aconteciam sacrifícios para o Deus Amon-Rá. Trata-se do maior templo do Egito, porém este seria uma mescla de vários templos em um só, o que explica os mais de mil anos de construções e reconstruções e que terminaram por volta de 360 a.C. O templo foi descoberto somente com escavações que ocorreram em meados do século 18. A entrada custa 80 LE.

20150404_123210r
Templo da Rainha Hatshepsut

Templo da Rainha Hatshepsut

Templo da Rainha Hatshepsut encontra-se na cidade de Luxor. Hatshepsut foi a única mulher que governou o Egito como um autêntico Faraó, tanto que sua tumba fica no Vale dos Reis e não no Vale das Rainhas.  A vista do templo enquanto você caminha em sua direção é impressionante. Sua imagem quase que se funde a enorme encosta ao qual ele está apoiado.

A fileira de estátuas dispostas no terraço superior e a belíssima escadaria na sua entrada parecem cenários de um filme! Uma curiosidade é que as estátuas da rainha a retratam como um homem para impor o respeito de um faraó. Nesse as fotos são permitidas tanto na parte externa como dentro do templo. Mas a parte externa é mais impressionante. A entrada custa 50 LE.

20150403_175216r
Templo de Luxor

Templo de Luxor

Este, obviamente, situado em Luxor é muito interessante já que concentra vestígios de várias épocas. Encontramos construções características das épocas faraônica, greco-romana, islâmica. Segundo nosso guia, durante a época de Amenófis 3º aconteciam festivais com música e dança e que estão retratados em pinturas egípcias ainda presentes nas paredes do templo. Pagamos 30 LE.

Para saber mais informações e nosso roteiro completo acesse “Na vibe trips”.

Compartilhe: