9 motivos para fazer um intercâmbio em Malta

Por que não fazer um intercâmbio em Malta? Se você nunca ouviu falar em Malta, não sabe o que está perdendo. A ilha, banhada pelo Mar Mediterrâneo, está localizada na Europa, ao sul da Sicília (Itália). É um dos menores países do mundo, com 450 mil habitantes e apenas 316 km² – área um pouco maior que Recife (PE). Assim como a maioria de seus vizinhos, é membro da União Europeia, pertence à Zona do Euro e também faz parte do Acordo de Schengen.

A Descubra o Mundo, agência especializada em estudos no exterior, listou 9 motivos que vão convencer você a fazer um intercâmbio em Malta. Depois dessa lista, não tem jeito: você terá que preparar as malas.

1. Viver em um local ensolarado de clima agradável

O clima de Malta é agradável o ano todo. Com verões quentes e secos e com invernos amenos e chuvosos, a ilha europeia se destaca exatamente por esse motivo. São mais de 300 dias de sol por ano e sempre tem um ventinho para amenizar o calor. No inverno, a mínima é de 9°C (lembre-se que nessa época, a maioria dos países está abaixo de zero!). Não é à toa que atrai tantos estrangeiros e turistas que buscam um lugar ao sol. Se frio não é sua praia, seja bem-vindo à Malta! Saiba mais sobre o clima de Malta.

2. Comer bem

Quem preza por boa comida precisa considerar fazer um intercâmbio em Malta. Por causa da sua localização, a ilha é altamente influenciada pela gastronomia da Itália, com muitas massas e risotos. Os peixes e frutos do mar estão sempre frescos e os doces e queijos locais são deliciosos. São vários restaurantes internacionais, como asiáticos, franceses e mexicanos, instalados por ali. Um dos pratos típicos da ilha é a carne de coelho – pode parecer estranha, mas é muito saborosa! Veja aqui dicas de restaurantes em Malta.

3. Poder viajar pela Europa

Se a sua ideia é aproveitar o intercâmbio para dar um “rolê” por aí, nada melhor do que escolher um país da Europa. É possível conhecer outras regiões, mesmo tendo pouco tempo disponível e pouca grana. As companhias aéreas de baixo custo ajudam muito, oferecendo passagens aéreas promocionais a preço de banana! Aproveite o intercâmbio em Malta para conhecer países como Itália, Grécia e Espanha. Veja 5 dicas para viajar barato pela Europa durante o intercâmbio.

4. Praticar o inglês e frequentar excelentes escolas

A população de Malta fala o maltês, mas o inglês é a segunda língua. Todos da ilha estão acostumados com o idioma e conseguem se comunicar perfeitamente em inglês (britânico por causa da forte influência do Reino Unido). Em Malta, há várias excelentes escolas de idioma – algumas delas com unidades em várias partes do mundo. Os cursos de inglês passam por aprovação e reconhecimento do Ministério de Educação do país, o que garante ensino de qualidade.

5. Gastar menos

Apesar de o euro ser a moeda local (valorizada em relação ao real), o custo de vida em Malta é um dos mais baixos da Europa, o que torna o país ainda mais atrativo para quem quer estudar por lá. Há ótimos cursos de inglês com excelente custo-benefício e, além disso, é possível economizar em transporte, por exemplo, já que quase tudo pode ser feito a pé. Ah, os bares e baladas não cobram entrada e oferecem vários drinks com preços promocionais!

6. Ver paisagens cinematográficas

Quem não gosta de uma bela vista? Fazer um intercâmbio em Malta significa se deparar com paisagens paradisíacas todos os dias. As águas cristalinas do Mar Mediterrâneo são de cair o queixo! Você vai conhecer a Blue Window, famosa formação rochosa de 100 metros de altura, e a Blue Lagoon, praia de águas transparentes. Prepare-se para admirar rochas, praias, pedras, pôr-do-sol, construções históricas… Tudo isso lado a lado em um local que parece cenário de filmes. Aliás, vários filmes já foram gravados em Malta, como “Gladiador”, “Tróia”, “O Conde de Monte Cristo”, “O Código Da Vinci”.

7. Curtir uma atmosfera relax

Pode ser o sol, as belas paisagens, a boa comida ou o estilo acolhedor da população local… O fato é que a atmosfera relax predomina e faz com que as pessoas levem uma vida mais tranquila, mesmo no verão, quando a ilha fica cheia de turistas e de eventos. Algumas escolas de idioma provem atividades interativas e oferecem acesso a clubes (com piscina, churrasqueiras e tudo) para o lazer depois das aulas. Impossível não se apaixonar por essa energia durante um intercâmbio em Malta… Você vai voltar renovado!

8. Se locomover sem dificuldade

Malta é um país de apenas oito cidades, que mais parecem bairros. Tudo é muito, muito, muito perto. O transporte público de Malta é composto por linhas de ônibus, mas você vai usar mesmo os pés! Como o país é muito seguro, o costume é ir andando mesmo de um lado para o outro, inclusive à noite. Ótimo para a saúde e para o bolso! Aqui, mais informações sobre o transporte público de Malta.

9. Aproveitar a vida noturna

Apesar de ser um país pequeno, não se engane: a vida noturna de Malta é coisa de gente grande. O agito toma conta da ilha, que ferve especialmente no verão. O point é em St. Julian’s, no bairro Paceville, que conta com dezenas de opções de bares e baladas. A boa notícia é: não precisa pagar para entrar nos estabelecimentos, que oferecem ainda rodadas de free drinks e/ou preços promocionais durante alguns horários. O costume é “zanzar” até achar um lugar que agrade! Veja dicas de bares e baladas em Malta.

Compartilhe: