Escolhendo a mala de viagens e cuidados que se deve ter

Por: Catraca Livre Comunicar erro

Arrumar a mala, apesar de trabalhoso, costuma ser empolgante, pois é o início da aventura. Hoje trazemos para você algumas dicas para escolher o melhor tipo de mala e cuidados que deve ter para não ter problemas

Mala rígida x mala flexível

Não existe uma resposta certa para saber qual é a melhor, pois depende do estilo do viajante e também do bolso. Vamos então apresentar as características e pontos positivos e negativos de cada uma para te ajudar a escolher.

As rígidas costumam ser mais pesadas, um problema para tirar da esteira e do bagageiro, porém evitam que a roupa amasse com facilidade.

As de tecido, se não forem impermeáveis, podem molhar a bagagem caso peguem chuva. A maioria é expansível, o que faz caber mais coisa, principalmente quando a viagem tem como objetivo muitas compras.

Algumas rígidas, chamadas de ultra light, pesam bem menos. Isso ajuda também no retorno, visto que se você passar o limite de 23kg em voos nacionais, terá que pagar multa.

Todos nós sabemos que depois que despachamos nossas malas elas são mal tratadas  O mais comum é arremessarem elas nos carrinhos, e se a mala for rígida a chance dela quebrar é muito maior. E com certeza quando você pegar ela vai estar riscada e amassada.

Segurança

Qualquer pessoa que viaja com frequência tem pelo menos uma história a contar sobre problemas com a segurança da bagagem. Os agentes de aeroporto têm permissão de quebrar cadeados e abrir sua mala para inspecionar caso haja alguma desconfiança. Se isso for feito, colocarão um aviso dentro dela. Mas nessas ocasiões é também comum sumir produtos que foram comprados no destino e você não tem como provar o oposto.

Utilizar cadeado torna-se inútil. Até hoje, a melhor solução que encontramos foi o SealBag.

Neste post vocês podem ver como funciona, e nunca tive minha mala aberta utilizando ele, mas já tive cadeado quebrado. Ainda assim, se você optar por cadeado (o que eu não recomendo) o modelo TSA (Transport Security Administration), pois a alfândega usa uma chave mestra para abri-lo e não precisa danificar seu cadeado ou a mala, o que acontece quando são utilizados outros modelos.

Continue lendo no Blog Ludevie e veja outras dicas para uma viagem tranquila.

Compartilhe: