“Tempos Mundanos” ocupa a Passagem Literária da Consolação

Por: Redação | Comunicar erro

Grandes olhos, nariz comprido e verde, boca vermelha. Não é difícil encontrar esses rostos, meio reptilianos, meio indígenas, nos encarando por toda a cidade. Eles são a marca do “artivista” e grafiteiro Thiago Mundano e estarão, a partir do próximo dia 30, nos olhando também na Passagem Literária da Consolação.

O espaço vai receber a exposição “Tempos Mundanos”, que conta com mais de 60 obras realizadas sobre diferentes suportes. Há telas, placas, murais, intervenções nas fachadas, maquetes e joão-bobos transformados em “policiais mundanos” e “políticos corruptos”, que dão um toque interativo à experiência.

Tempos Mundanos from Parede Viva on Vimeo.

Localizada no cruzamento da Rua da Consolação com a Avenida Paulista, a passagem representa muito para o artista. Não só por já ter sido habitada por catadores e moradores de ruas, mas também por ter ganhado novo significado quando foi ocupada por livreiros que a batizaram de Passagem Literária da Consolação e passaram a realizar eventos e exposições, além do comércio de livros usados. A intenção da exposição é chamar a atenção para locais como esse, que poderiam ser aproveitados como galerias de arte e polos culturais.

Apesar de já estar na ativa, a exposição tem abertura oficial no dia 30, das 14h às 19h. A arte de Mundano fica no local até o dia 5 de dezembro. A imersão nos “Tempos Mundanos” é “uma passagem com tarifa zero”.

Confira mais do trabalho de Mundano na galeria abaixo.