As melhores soluções sustentáveis
As melhores soluções sustentáveis
As melhores soluções sustentáveis
As melhores soluções sustentáveis

As melhores soluções sustentáveis

Horta em espiral aproveita espaços pequenos

Formato atende às diferentes necessidades de sol e umidade de ervas, legumes e verduras

Uma horta em espiral é um bom jeito de ter ervas, legumes e verduras fresquinhas à disposição, mesmo para quem tem pouco espaço no quintal. Além de aproveitar bem o terreno, o formato da miniplantação faz com que uma planta ajude a outra a crescer.

Horta em espiral aproveita espaços pequenos e traz uma decoração diferente para o quintal
Crédito: Bildagentur Zoonar GmbH/ShutterstockHorta em espiral aproveita espaços pequenos e traz uma decoração diferente para o quintal

Esse tipo de horta verticalizada, também chamada de espiral de ervas, é construída de um jeito que o caracol vai se elevando, formando um pequeno morro. Na parte mais alta, vão as espécies que precisam de bastante sol. E, nas partes mais baixas, plantam-se as que precisam de sombra.

Além da incidência de luz, é preciso levar em conta a umidade de que a planta precisa. Na parte mais baixa, por exemplo, o melhor é plantar espécies que precisam tanto de mais sombra quanto de mais umidade, já que essa região tende a ficar molhada por mais tempo após uma chuva ou depois de ser regada. A parte alta é sempre mais seca.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis.

O jardim pode ser feito com pedras ou tijolos
Crédito: Bildagentur Zoonar GmbH/ShutterstockO jardim pode ser feito com pedras ou tijolos

A seleção de qual erva, legume ou verdura vai ser colocada em um determinado ponto da horta em espiral é bem importante.

Alecrim, babosa e lavanda são os tipos de plantas indicadas para ir no alto, porque gostam de sol; no meio, podem ser cultivados cebolinha, morango, salsa. E, na parte mais baixa, vão hortelã, manjericão e tomilho, que gostam de bastante umidade.

Além de ervas, legumes e verduras, é possível plantar flores, também. O recomendado é que se construa esse jardim em um lugar que receba sol por no mínimo quatro horas por dia. As paredes que dão forma à espiral podem ser feitas de tijolos, pedras ou seixos.

Além de funcional, a horta em espiral vira um detalhe decorativo.

A terra, preferencialmente, deve ser rica em nutrientes, como aquelas que levam uma mistura de terra de jardim, húmus de minhoca e adubo orgânico. Além de manter o jardim irrigado, é bom também ficar de olho se uma planta ou outra precisa ser podada, para que uma não invada o espaço, já limitado, da outra.

Na internet você acha vários vídeos e dicas de como construir sua horta em espiral.

Leia também: Cursos online e gratuitos ensinam a manter horta em casa

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.