CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Milionário constrói iate para ser coletor de lixo plástico do mar

Kjell Inge Røkke, um dos homens mais ricos da Noruega, banca projeto de embarcação que transportará pesquisadores e recolherá dejetos dos oceanos

Por: Redação

O que a palavra iate significa para você? Para alguns, luxo. Para outros, concentração de riqueza. Um dos homens mais ricos da Noruega decidiu incluir mais uma qualificação à embarcação. Ele resolveu investir parte de sua fortuna em um iate coletor de lixo plástico dos oceanos.

Kjell Inge Røkke é dono de 66,6% da frota marítima e da exploração de petróleo offshore do grupo Aker ASA, holding norueguesa de pesca, construção e engenharia. Não é pouca coisa para alguém que começou a vida como pescador.

Dessa origem vem seu amor pelo mar. E a vontade, segundo ele, de fazer algo para melhorar a qualidade das águas oceânicas. Surgiu, então, o projeto do iate coletor de lixo plástico.

A embarcação, chamada de REV Ocean, será lançada em 2021. E quem associa a palavra iate a banhos de sol e ócio deleitoso precisará rever seus conceitos.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

Esse desbravador dos sete mares será um coletor de lixo plástico dos oceanos
Crédito: Reprodução/Facebook/@OceanREVEsse desbravador dos sete mares será um coletor de lixo plástico dos oceanos

O REV, na verdade, está mais para navio que para iate dada a sua estrutura. Senão, vejamos: ele contará com laboratórios, salas de aula, auditórios e até veículo subaquático para explorar as profundezas.

Com toda essa estrutura, carregará a bordo até 60 investigadores das condições marinhas, além de 40 técnicos para vasculhar o fundo das águas. E também recolherá cerca de cinco toneladas de plástico por dia, que serão enviadas para reciclagem.

Com o coletor de lixo plástico dos oceanos, a junção dos termos “milionário” e “iate” passa a atrair olhares mais ligados à sustentabilidade do que ao estilo de ser de um “bon vivant”.

Leia também: Bicicletário sustentável converte pedaladas em energia limpa

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: