CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Palau é 1º país a exigir que turista cuide do ecossistema 

Por: Redação

O turismo alavanca a renda de um país, mas causa um prejuízo às vezes irreparável: a agressão ao meio-ambiente. Para evitar que visitantes apaguem o colorido de sua beleza natural, Palau, arquipélago localizado entre o Japão e a Austrália, criou a primeira promessa de conservação de ecossistema do mundo.  

Crédito: PicasaPalau, arquipélago localizado entre o Japão e a Austrália, criou a primeira promessa de conservação de ecossistema do mundo

Situada entre calcários naturais e ilhas vulcânicas, a República de Palau recebe mais de 160 mil turistas por ano, oito vezes o número de habitantes (20 mil). E, como seu território é pequeno, o impacto da agressão ao meio ambiente é sentido de forma mais agressiva pela população local.

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

O texto, baseado em uma tradição de sustentabilidade do arquipélago, diz, em tradução livre: “Crianças de Palau, eu tomo essa promessa como seu convidado, para preservar e proteger sua linda e única casa. Eu prometo pisar levemente, agir gentilmente e explorar com atenção. Não devo aceitar o que não é dado. Não prejudicarei o que não me prejudica. As únicas pegadas que eu devo deixar são as que serão levadas pela água”.

Passaporte com a promessa de conservação ambiental de Palau

Para o compromisso de zelo com o meio ambiente ser formalizado, a jura é registrada no passaporte do turista e deve ser assinada antes de ele entrar no país.

Embora a iniciativa tenha foco nos turistas, os próprios moradores de Palau também participam ativamente da campanha. As crianças, por exemplo, discutem valores sociais e consciência do ecossistema na escola, enquanto os adultos têm acesso a programas de responsabilidade ambiental.

As autoridades locais esperam que a política da promessa ajude a preservar o país e promover uma reflexão acerca da sustentabilidade no turismo. Para impor a nova lei, os infratores estão sujeitos a multas de até US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,3 milhões).

Quem não tem viagem planejada a Palau, mas deseja ser solidário ao projeto, pode participar da promessa on-line.

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe: