Google lança desafio para desenvolvedoras de games eletrônicos

Os jogos criados pelas participantes vencedoras serão produzidos e lançados no Google Play no começo de 2020

Por: Redação

Na ponta do consumo, o mercado brasileiro de games eletrônicos é dominado pelas mulheres. Mas, na produção desses jogos, elas são minoria. Para corrigir esse desequilíbrio, o Google lançou um desafio para desenvolvedoras de games: só o gênero feminino pode participar.

Crédito: Reprodução/Desafio Change the GameO desafio do Google vai premiar desenvolvedoras de games de 15 a 21 anos de idade

Mais da metade (58,9%) dos brasileiros adeptos dos jogos eletrônicos corresponde ao público feminino. O dado é da Pesquisa Game Brasil (PGB) de 2018.

Porém, as desenvolvedoras de games são minoria – as alunas de cursos de Ciência da Computação e Engenharia somam 15% do total dos estudantes, segundo a Sociedade Brasileira da Computação (SBC).

Assim, o Desafio Change the Game vai premiar as melhores ideias de jogos desenvolvidas por mulheres jovens com idades entre 15 e 21 anos.

Duas vencedoras serão selecionadas e anunciadas em novembro deste ano. Os games que criarem serão produzidos e lançados no Google Play no começo de 2020.

Cursos on-line de programação

Além disso, 500 participantes terão direito a 16 cursos on-line de programação, totalizando 144 horas de aulas.

O júri do desafio será composto por 10 mulheres inspiradoras, ligadas ou não à área de desenvolvimento de games.

Como se inscrever

Podem participar alunas de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. As inscrições devem ser feitas pelo site do Desafio Change the Game até 30 de setembro.

Não é necessário ter experiência em design de games ou programação. A inscrição é feita pelo preenchimento de um formulário com a descrição da ideia do jogo, incluindo sua mecânica, a narrativa e os personagens.

Deve ainda ser respondida a pergunta “Como a ideia do seu jogo está relacionada com o tema ‘O que quero ver no futuro?'”

Compartilhe: