Time dos EUA vence desigualdade salarial entre homens e mulheres

Bandeira levantada por Seleção Americana de futebol feminino ajudou na promulgação de lei em Nova York que combate discriminação de gênero no trabalho

Por: Redação

A Seleção de futebol feminino dos Estados Unidos marca belos gols também fora de campo. Afinal, foi durante as comemorações do quarto título mundial da equipe que o governador de Nova York, Andrew Cuomo, promulgou uma lei muito importante para esse Estado americano: a que proíbe a desigualdade salarial entre homens e mulheres com a mesma função.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, promulgou a lei no embalo do título da Seleção de futebol feminino
Crédito: Reprodução/Twitter/Andrew CuomoO governador de Nova York, Andrew Cuomo, promulgou a lei no embalo do título da Seleção de futebol feminino

Aliás, esse tipo de discriminação de gênero foi de fato combatido pelas jogadoras.

13 MULHERES EMPREENDEDORAS QUE MOVIMENTAM A ECONOMIA BRASILEIRA

Assim, em março, o time processou a Federação Americana por essa questão, argumentando inclusive que o salário recebido pelas atletas era menor que o pago aos jogadores da Seleção masculina do país.

Combate à desigualdade salarial na agenda

Além de combater a desigualdade salarial entre homens e mulheres, a lei que entrou em vigor na quarta, dia 10 de julho, proíbe as empresas de perguntar sobre histórico salarial durante as entrevistas de emprego.

Por sinal, a medida faz parte do programa da Agenda de Justiça para as Mulheres 2019.

Leia também: Até 2030, 80 milhões de empregos sumirão com mudanças climáticas

1
01:38
Cachorros no escritório melhoram o ambiente de trabalho
Ambiente de trabalho saudável, acolhedor, com redução de estresse e melhora de relacionamento entre a equipe são os benefícios que …
2
01:20
5 dicas para ser um freela bem sucedido
Existem vários pontos positivos em atuar como freelancer no mercado. Mas, para conseguir ser bem sucedido nessa carreira é preciso …
3
01:36
5 mudanças da reforma trabalhista
Confira o que mudou na relação entre trabalhador em empresa com a aprovação da reforma trabalhista. Gostou? Deixe um like e …