Alunas criam aplicativo para colegas estudarem as disciplinas ministradas na sala de aula

Por: Mayara Penina Comunicar erro

Do Criativos da Escola

Que a tecnologia está cada vez mais presente na vida dos jovens, todos nós sabemos. O desafio que se coloca atualmente é: como torná-la uma aliada do aprendizado? Quatro alunas da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Jacaraípe, em Serra (ES), resolveram encarar essa missão.

Ao perceberem a facilidade que seus colegas tinham em utilizar multimídias, Ana Luiza Oliveira, Diana Nunes, Mariana Coelho e Jordana Wulpi, alunas do 2° ano, com idades entre 16 e 17 anos, decidiram criar um projeto. “Acreditamos que a tecnologia e a escola estão distantes em termos de diversão e interesse, então pensamos que se misturássemos os dois, conseguiríamos fazer algo bom e interessante”, explica Jordana. As alunas montaram um aplicativo de estudo das disciplinas ministradas na escola, batizado de “Primeiros Passos”, sob a coordenação dos professores Damiana Soares, de Matemática e Marcel Rezende, de Física.

Para que o projeto seguisse o currículo escolar, elas conversaram com colegas, professores e fizeram pesquisas. Em seguida, elaboraram um roteiro de exercícios para as disciplinas, com perguntas e imagens selecionadas pelo grupo. O intuito era criar o projeto para apresentá-lo na feira de ciências, mas o sucesso foi tanto que as jovens foram convidadas pela escola para criar roteiros de estudos para todos os anos. “Muitos alunos gostaram da ideia, um número bem maior do que esperávamos”, lembra Ana Luiza. Após apresentarem o protótipo na feira, as alunas começaram a desenvolver uma versão mais completa que, além de perguntas, terá vídeo aulas. A intenção é que todos os alunos possam utilizar a ferramenta como auxiliar nos estudos. “Estamos muito felizes, é inacreditável para nós que a ideia tenha tomado essa proporção”, orgulha- se Diana.

foto: divulgação
Tecnologia: uma aliada do aprendizado.

Se por um lado as alunas comemoram o sucesso da iniciativa, por outro lembram a importância de não deixar o estudo offline de lado. “O livro também possui muito valor”, diz Diana. Após perceberem a força de suas ideias, as meninas se sentem orgulhosas e prontas para fazer mais pela escola. “Nós passamos a expressar nossas ideias de uma forma mais confiante e vimos utilidade para elas”, conclui Mariana.

Histórias como essa reforçam o potencial do protagonismo de jovens para dar respostas criativas a desafios contemporâneos. Se você desenvolve com seus alunos um projeto que busca transformar a realidade, inscreva-o no Desafio Criativos da Escola e faça parte do movimento de educadores e alunos que estão agindo para melhorar o mundo.

Compartilhe:

1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …