Como divulgar iniciativas de protagonismo infantil da sua escola

Como divulgar projetos protagonizados por jovens, por meio da observação cuidadosa do contexto em que estão inseridos e da troca de ideias com a comunidade escolar? Provocada durante uma oficina promovida pelo projeto Criativos da Escola, do Instituto Alana, essa questão foi o ponto de partida para que 50 professores da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Itaquera, zona leste de São Paulo (SP), refletissem e criassem dicas sobre a importância de compartilhar experiências inspiradoras e engajadas pelos alunos.

Espalhar essas ideias, segundo os professores que participaram da atividade, é uma etapa fundamental para valorizar o que foi feito e inspirar outros educadores, crianças e adolescentes, além de celebrar o esforço e a dedicação dos estudantes e agradecer àqueles que colaboraram.

Confira abaixo 16 orientações desses educadores sobre como divulgar e participar dos projetos de protagonismo infanto-juvenil:

O Criativos da Escola encoraja crianças e jovens a transformarem suas realidades.
O Criativos da Escola encoraja crianças e jovens a transformarem suas realidades.

1 – Escute as necessidades do grupo e descubra os principais pontos do projeto a serem compartilhados;
2 – Defina os públicos alvos;
3 – Construa um roteiro de trabalho e sistematize um cronograma dos encontros para estabelecer uma rotina de atividades;
4 – Selecione as ferramentas adequadas à divulgação: fotografias, vídeos, coleta de dados e pesquisas já realizadas, entrevistas, auto-avaliações, entre outros;
5 – Identifique os potenciais e o que cada pessoa mais gosta de fazer;
6 – Junte-se para trocar ideias e possibilidades de ações;
7 – Vivencie outras experiências, ampliando o repertório dos participantes e divulgue exemplos de trabalhos e ações positivas;
8 – Realize atividades interativas com o objetivo de sensibilizar os colegas e a comunidade escolar;
9 – Valorize as “pequenas” ações e experiências, dando importância tanto aos acertos quanto aos erros;
10 – Use e abuse das linguagens artísticas: artes plásticas, fotografia, dança, música, teatro, cinema, etc;
11 – Crie novas redes e estabeleça parcerias com movimentos e organizações do poder público e da sociedade civil;
12 – Utilize uma pasta como portfólio dos encontros e das produções;
13 – Elabore materiais audiovisuais e faça cartazes instigantes para espalhar pela escola;
14 – Disponibilize os materiais produzidos para a comunidade escolar;
15 – Possibilite o engajamento dos alunos para que eles se reconheçam como multiplicadores do projeto para a comunidade escolar;
16 – Use as mídias sociais (blog, canal no YouTube, Instagram, Facebook, etc.).

As inscrições para a segunda edição do Desafio Criativos da Escola já estão abertas e, neste ano, reconhecerá 10 iniciativas em todo o país. Os interessados podem enviar não apenas projetos já finalizados como também aqueles que ainda estiverem em andamento até o dia 15 de outubro de 2016.

Com informações do Criativos da Escola.

1 / 2
1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …
2
05:29
Como o estresse interfere na saúde do bebê
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …