“Meu filho mente”: veja como lidar quando isso acontece

Entenda o que pode levar à mentira e quando ela é prejudicial

Por: Personare

A partir dos seis meses, o bebê já é capaz de chorar apenas para chamar a atenção dos pais. Um choro verdadeiro diz que a criança está cansada, com dor, fome, ou se está se sentindo só ou desconfortável. Quando tudo está dentro do estado de normalidade, o bebê usa o choro como estratégia para chamar a atenção.

Mas como identificar esse choro falso? Os pais logo percebem, quando o choro vem acompanhado de pequenas pausas, momentos em que a criança está verificando se a estratégia funcionou. Não se pode dizer que se trata de uma mentira consciente, mas são sinais da percepção do bebê saber que o choro funciona já que é sua única maneira de expressar uma insatisfação ou fazer uma reivindicação.

COMO LIDAR COM FILHOS QUE MENTEM?
Entenda o que leva uma criança ou adolescente a mentir

Quando a mentira é prejudicial?

A mentira prejudica quem mente quando se torna frequente, isso porque para a primeira se manter é necessário contar outras que dão sustentação para a história, podendo gerar consequências nefastas. E ela não causa dano apenas para a pessoa que mentiu, como também para quem foi alvo dela.

A proliferação das fake news acaba manchando a reputação de inocentes, comprometendo suas honras, destruindo suas vidas. Por outro lado, notícias mentirosas amenizam verdades monstruosas, deixando as pessoas perdidas e desconfiadas. Mas o que normalmente ocorre é que mentimos para sermos gentis, evitarmos explicações demoradas, para esconder nossa intimidade, para nos livrarmos de alguma situação grave ou mesmo para obtermos simpatia de alguém ou de um grupo.

É desde a infância que se constroem valores humanos, as relações de confiança e o respeito às normas sociais. Observar o desenvolvimento dos pequenos e compreender as fases de amadurecimento é um grande passo para que cresçam emocionalmente saudáveis, capazes de encontrar soluções criativas e éticas para os impasses.

Continue lendo para saber a diferença entre mentira e fantasia e o porquê os adolescentes mentem.

Texto produzido por Celia Lima e publicado no Personare.

Por: Personare

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário personare da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …