Parto natural: mãe dá à luz gêmeos com sete horas de intervalo

foto: Elis Freitas Fotografia
Gael foi o primeiro a nascer.

Na última semana, a funcionária pública Damaris Carvalho, deu à luz de parto normal e humanizado, à Gael e Athos, com uma diferença de sete horas entre o primeiro e o segundo nascimento. Em entrevista ao blog Maternar, ela relatou que cresceu ouvindo que seu nascimento tinha sido um “parto violento”, não à toa, cresceu acreditando que a forma mais segura de dar à luz era pela cesárea. O que a fez mudar de ideia em relação ao parto de seus filhos? Informação e empoderamento.

“Parto humanizado é respeitar a vontade da mulher”

“Nasci em um parto violento e cresci ouvindo sobre isso. Só que o trailer do filme [O Renascimento do Parto] mostrou duas coisas que me deixaram muito revoltadas. Uma era que a mulher aprendia a se sentir incompetente para parir, como se seu corpo não fosse dar conta. A segunda eram as falsas indicações de cesárea”, contou ela em entrevista ao blog Maternar.“Descobri que o me que dava medo não era o parto natural, mas sim as intervenções médicas desnecessárias. Que mulher quer ser cortada?”.

A informação foi fundamental para empoderar Damaris de sua decisão “As pessoas têm medo do desconhecido, mas quando a gente se informa sabe que o parto é um processo fisiológico”, disse Damaris.

“Cada mulher dá à luz de um jeito. E sua vontade tem de ser respeitada.”

o parto dos bebês aconteceu em um hospital. Depois do nascimento do primeiro bebê, Gael, as suas contrações foram diminuindo, e por esse motivo, ela e o médico concordaram que tomasse um pouco de ocitocina.“Foi muito pouco, em uma decisão que respeitou minha vontade. Já ia amanhecer, estava muito cansada e as contrações tinham parado. Os dois partos foram humanizados, a diferença é que o segundo não foi totalmente natural, afirma.

Os bebês nasceram lindos e saudáveis, e a mãe se sentiu respeitada e acolhida em todo o processo do parto:

foto: Elis Freitas Fotografia
Gael e Athos

Leia também: Conselho Federal de Medicina decide: cesárea só após a 39ª semana de gestação

Com informações de Blog Maternar.

Compartilhe:

Tags: #histórias
1 / 2
1
02:01
As mentiras sobre as vacinas matam
Dr. Gonzalo Vecina, médico e fundador da Anvisa,  fala sobre as mentiras sobre as vacinas e o quanto o calendário …
2
05:29
Como o estresse interfere na saúde do bebê
Claudio Basbaum, obstetra na Maternidade de São Luiz, é conhecido como o médico que implantou no Brasil o parto humanizado. Esse …