Últimas notícias:

Loading...
Causando
Causando

Causando

Campanha traz mensagem de otimismo de italianos a brasileiros

Vídeo da Fiat compara cenários dos dois países e exorta união e solidariedade para ultrapassar a pandemia 

A Itália vive hoje um cenário de guerra devido à pandemia de Covid-19. Mas uma marca italiana traz, em campanha, uma mensagem de otimismo a brasileiros.

Catraca Livre criou o projeto Causando, apoiado pelo Carrefour, para mostrar como as marcas desenvolvem e assumem causas.

“Protejam-se. Cuidem uns dos outros”, diz o narrador da nova campanha da Fiat, #VamosSairDessa. “A Itália se uniu e vai superar esse momento difícil e delicado.”

Campanha Italianos - Fiat e Leo Burnett
Crédito: DivulgaçãoFilme da campanha traz cenários brasileiros

E exorta os brasileiros a fazerem o mesmo, acrescentando que o país pode vivenciar a pandemia do novo coronavírus de uma maneira mais leve e rápida. Desde que, diz o narrador, estejam unidos e sejam solidários.

“Sim, tudo vai ficar bem. E, quem sabe, juntos, não saímos mais forte?”, questiona a campanha, criada pela agência Leo Burnett.

E por que o Brasil? O italiano do vídeo explica que o país é a segunda casa da marca.

O filme foi produzido em dois formatos, de 30 e de 60 segundos, com uma combinação de cenários brasileiros. Foi apresentado ontem, no intervalo do Big Brother Brasil 20.

As peças serão veiculadas também nas redes sociais – Facebook e Instagram. No Twitter, foi promovido um tuitaço durante a final do BBB.

Campanha Italianos - Fiat e Leo Burnett
Crédito: DivulgaçãoCampanha traz mensagem de otimismo de italianos a brasileiros

Mensagem de otimismo em terra devastada

A Itália soma hoje mais de 300 mil casos de Covid-19 e quase 30 mil mortes. O país foi o primeiro da Europa a ser mais afetado pela pandemia do novo coronavírus.

O aumento do número de casos de forma acelerada provocou um colapso no sistema de saúde. Impactou também as funerárias, especialmente da região da Lombardia. Há relatos de trabalhadores que viraram noites para conseguir realizar os enterros necessários.

Após sete semanas de isolamento social, o país começa a ensaiar uma reabertura. Os setores econômicos serão escalonados, para que a retomada seja gradual.

Compartilhe: