CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Rede oferece óculos sem lentes para falar sobre sexo seguro

Experiência da Unimed Curitiba e da agência Bronx questiona falta do uso de preservativos  

Por: Redação

Um consumidor entra na ótica, atrás de proteção solar para os olhos. Recebe do atendente óculos sem lentes – nem de grau e nem escuras.

A curiosidade bateu para saber por que a Unimed Curitiba fez uma campanha dessas? Então assista ao vídeo abaixo.

Catraca Livre criou o projeto Causando, apoiado pelo Carrefour, para mostrar como as marcas desenvolvem e assumem causas.

Nele, homens e mulheres vão atrás de óculos de sol. E são atendidos por um vendedor, que apresenta diversas opções.

Até que são convidados para conhecer um novo modelo, nas mãos de um especialista em proteção. Sorrindo, ele entrega aos consumidores uma armação estilosa, em óculos sem lentes.

Campanha Unimed Curitiba - sexo seguro
Crédito: DivulgaçãoHomem recebe óculos sem lentes durante experiência

A atitude causa estranhamento. Até o momento em que o vendedor entrega um porta-óculos recheado de preservativos e a mensagem: “O hábito de se proteger do sol você já tem. Faça o mesmo com a camisinha”.

A campanha, criada pela agência Bronx, traz reflexões sobre situações cotidianas de proteção.

Campanha Unimed Curitiba - sexo seguro
Crédito: DivulgaçãoConsumidor recebe porta-óculos recheado de camisinhas

Mostra que as pessoas sabem se cuidar em diversas situações: usam óculos de sol para preservar a visão e cinto de segurança para se garantir no trânsito.

Mas por que não usam camisinha para se proteger de ISTs (infecções sexualmente transmissíveis)?

Diariamente, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), 1 milhão de casos de ISTs curáveis são registrados na população entre 15 a 49 anos.

Campanha Unimed Curitiba - sexo seguro
Crédito: DivulgaçãoCampanha alerta para o uso de preservativos

No Brasil, os casos de sífilis têm aumentado, assim como as hepatites virais. A camisinha oferece proteção contra essas e outras doenças, como clamídia, gonorreia, herpes genital, HIV e HPV.

Além dos óculos sem lentes

O vídeo com a experiência na ótica foi um dos motes da campanha. Ela ainda contou com peças online voltadas para mídias sociais, focando outros momentos de proteção – como os cintos de segurança no trânsito.

Campanha Unimed Curitiba - sexo seguro
Crédito: DivulgaçãoUso do cinto é referência para abordagem de sexo com preservativo

Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube, bem como sites jornalísticos, foram as apostas da marca e da agência para a veiculação dos conteúdos.

Compartilhe: