11 tuítes de Marielle Franco que representam sua atuação

Por: Redação Comunicar erro
Marielle Franco apoiava campanhas contra o assédio, por exemplo

A vereadora Marielle Franco, do PSOL, e o seu motorista, Anderson Pedro Gomes, foram baleados dentro de um carro na noite de quarta-feira, 14, no Rio de Janeiro. O crime brutal chocou artistas, políticos e intelectuais, e é assunto em toda a imprensa (também internacional) nesta quinta-feira, 15.

Marielle tinha 38 anos e deixou uma filha de 19. “Mulher, negra, mãe e cria da favela da Maré”, como se apresentava, ela foi a quinta vereadora mais votada nas eleições de 2016, com 46.502 votos. Era sua primeira disputa eleitoral.

Socióloga, graduada em Ciências Sociais pela PUC-Rio com bolsa de estudos, feminista e militante dos direitos humanos, tecia fortes críticas em relação à intervenção federal no Rio de Janeiro e denunciava abusos da Polícia Militar contra os moradores.

Confira abaixo 11 tuítes da parlamentar que representam as causas que ela defendia em sua atuação na Câmara Municipal:

1. Marielle reivindicava ações de combate à violência dentro das comunidades. Em um de seus últimos tuítes, falou sobre o assassinato do jovem Matheus Melo, 23 anos, na Favela do Jacarezinho, no Jacaré, zona norte. Ele foi morto por uma patrulha da PM.

2. Também dava visibilidade para temas que envolviam racismo e o genocídio da população negra:

3. Além disso, era relatora da comissão para fiscalizar a intervenção federal no Rio. Ela se posicionava fortemente contra a medida.

4. Pautava a luta contra a lesbofobia e defendia os direitos das mulheres:

5. Inclusive, apoiava causas que lutam pelo fim de casos de assédio contra as mulheres no Carnaval:

6. Comemorou o projeto de lei que garante cidadania e dignidade para a população trans:

7. Criticava marcas acusadas de trabalho escravo e enaltecia o trabalho de mulheres empreendedoras:

8. Questionava a falta de diversidade e a representação feminina na política:

9. Compartilhava mensagens de sororidade:

10. Entre suas propostas de lei, apresentou o PL 0016/2017  “Pra Fazer Valer o Aborto Legal no Rio”:

11. Apoiava o fim da dupla função de motorista-cobrador no Rio:

  • Leia também:
1 / 8
1
08:59
Lobão analisa a relação de Bolsonaro com seus filhos
Um dos poucos nomes do meio artístico a apoiar a eleição de Jair Bolsonaro (PSL), o músico Lobão revelou recentemente …
2
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
3
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
4
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
5
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
6
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
7
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
8
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …