11 tuítes de Marielle Franco que representam sua atuação

Por: Redação | Comunicar erro
Marielle Franco apoiava campanhas contra o assédio, por exemplo

A vereadora Marielle Franco, do PSOL, e o seu motorista, Anderson Pedro Gomes, foram baleados dentro de um carro na noite de quarta-feira, 14, no Rio de Janeiro. O crime brutal chocou artistas, políticos e intelectuais, e é assunto em toda a imprensa (também internacional) nesta quinta-feira, 15.

Marielle tinha 38 anos e deixou uma filha de 19. “Mulher, negra, mãe e cria da favela da Maré”, como se apresentava, ela foi a quinta vereadora mais votada nas eleições de 2016, com 46.502 votos. Era sua primeira disputa eleitoral.

Socióloga, graduada em Ciências Sociais pela PUC-Rio com bolsa de estudos, feminista e militante dos direitos humanos, tecia fortes críticas em relação à intervenção federal no Rio de Janeiro e denunciava abusos da Polícia Militar contra os moradores.

Confira abaixo 11 tuítes da parlamentar que representam as causas que ela defendia em sua atuação na Câmara Municipal:

1. Marielle reivindicava ações de combate à violência dentro das comunidades. Em um de seus últimos tuítes, falou sobre o assassinato do jovem Matheus Melo, 23 anos, na Favela do Jacarezinho, no Jacaré, zona norte. Ele foi morto por uma patrulha da PM.

2. Também dava visibilidade para temas que envolviam racismo e o genocídio da população negra:

3. Além disso, era relatora da comissão para fiscalizar a intervenção federal no Rio. Ela se posicionava fortemente contra a medida.

4. Pautava a luta contra a lesbofobia e defendia os direitos das mulheres:

5. Inclusive, apoiava causas que lutam pelo fim de casos de assédio contra as mulheres no Carnaval:

6. Comemorou o projeto de lei que garante cidadania e dignidade para a população trans:

7. Criticava marcas acusadas de trabalho escravo e enaltecia o trabalho de mulheres empreendedoras:

8. Questionava a falta de diversidade e a representação feminina na política:

9. Compartilhava mensagens de sororidade:

10. Entre suas propostas de lei, apresentou o PL 0016/2017  “Pra Fazer Valer o Aborto Legal no Rio”:

11. Apoiava o fim da dupla função de motorista-cobrador no Rio:

  • Leia também:

Compartilhe:

1 / 8
1
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
2
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
3
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
4
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
5
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …
6
01:38
O que é e o que faz o COAF?
O Conselho de Controle de Atividades Financeiras é um órgão de inteligência do governo federal, criado em 1998, para combater …
7
01:51
Brumadinho e a situação das barragens de rejeito no Brasil
De acordo com informações da Agência Nacional de Água (ANA), existem mais de 24 mil barragens no Brasil. Desse total, …
8
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou na manhã desta terça-feira, 15, o decreto que flexibiliza a …