5 apps de denúncia que ajudam mulheres vítimas de violência

Ao terminar de ler esse texto, 5 mulheres terão sido espancadas no Brasil. E se você pudesse ajudar? Conheça os aplicativos

Por: Superela | Comunicar erro

Provavelmente ao terminar de ler esse texto, pelo menos cinco mulheres terão sido espancadas no Brasil. E se você pudesse ajudar a evitar?

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, os dados da violência doméstica são alarmantes: 536 mulheres foram agredidas a cada hora em 2018.

Segundo dados do Fórum de Segurança Pública e de levantamentos recentes, o Brasil é o quinto país que mais mata mulheres no mundo. Segundo o estudo Multipaíses da OMS 25, realizado no Brasil, cerca de 30% das mulheres que disseram terem sido agredidas pelo parceiro, afirmam que foram vítimas tanto de violência física como de violência sexual. Mais de 60% admitem ter sofrido apenas agressões físicas. E menos de 10% contam ter sofrido apenas violência sexual.

Mesmo com o avanço nas leis relacionadas à violência doméstica como a Lei Maria da Penha (em vigor desde 2006), da lei 13.104 conhecida como “lei do feminicídio” de 2015, que padroniza o homicídio doloso contra a mulher por sua condição de sexo feminino ou decorrente de violência doméstica. E da mais recente “lei de importunação sexual” de 2018.

O tema continua sendo visto diariamente nas pautas dos principais veículos de imprensa do país.

Para provocar a conscientização coletiva, a partir da união entre as mulheres, surgiram iniciativas para seguir na contramão de tanta violência. Como a criação de aplicativos de denúncia que auxiliam as mulheres a enfrentarem essa triste realidade, além de ajudar a identificar (e fugir) de muitos relacionamentos abusivos.

Aplicativos de denúncia que ajudam vítimas de violência doméstica:

1. Me Respeita!

“Mais do que um aplicativo, queremos ser um auxílio no combate à violência contra a mulher”. É isso o que informa a biografia do app, que pode ser usada por uma usuária que queira relatar um assédio e/ou cadastrar um contato de emergência por precaução. Para se cadastrar, é preciso colocar um nome e um contato de emergência, que será sempre ativado no caso de necessidade – e se acionado pela usuária, é claro. O aplicativo está disponível para Android.

2. Eva Bot

Eva Bot é uma iniciativa social que busca apoiadores para a criação de um portal colaborativo de apoio às vítimas de violência doméstica, com o intuito de facilitar o acesso à informações sobre abusos – para que as vítimas possam identificar os mesmos, orientações jurídicas e coletar denúncias de forma sigilosa.

O projeto ainda está em fase de desenvolvimento e precisa de apoio no Catarse, onde você fazer doações e contribuir para que mais mulheres sintam-se seguras em denunciar abusos em nosso país. O chatbot recebeu o nome de Eva (@evalluana), inspirado na garota que lutou muito para sobreviver à violência e serviu de inspiração para milhares de mulheres.

3. Mete A Colher

Continue lendo aqui: 5 aplicativos de denúncia que ajudam vítimas de violência

Texto escrito por Carla Rocha e publicado no Superela.

Autor: Superela

O Superela é uma plataforma comprometida em aumentar a autoestima das mulheres. Nós empoderamos elas através de conteúdo sobre amor, sexo, vida beleza e estilo, e uma comunidade de suporte emocional para elas, altamente engajada e do bem. <3

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Superela da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1 / 8
1
04:49
Militar é preso com 39 kg de cocaína em avião reserva da Presidência
Um sargento da Aeronáutica foi preso nesta terça-feira, 25, no aeroporto de Sevilha, na Espanha, transportando 39 quilos de cocaína …
2
06:25
VazaJato: Moro chama integrantes do MBL de tontos e depois se desculpa
Em áudio publicado pelo perfil do Movimento Brasil Livre no Instagram o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, …
3
02:42
STF adia julgamento que pode tirar Lula da cadeia
O Supremo Tribunal Federal (STF) resolveu adiar o julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Lula, que estava previsto para …
4
02:20
Novas regras para o uso de patinetes elétricas em SP
A prefeitura de São Paulo definiu novas regras para o uso de patinetes elétricas compartilhadas na cidade. Entre as  determinações …
5
08:30
Intercept: os principais pontos do depoimento de Moro no Senado
O ministro da Justiça, Sergio Moro, prestou esclarecimentos em audiência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado) sobre …
6
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
7
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
8
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …