Últimas notícias:

Loading...

5 apps e sites que facilitam doações durante a pandemia

Com o agravamento da pandemia da covid-19 muitas instituições continuam necessitando de doações

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A segunda onda e as variantes da covid-19 presentes em diversos estados brasileiros acentuaram a pandemia, agravando a situação ainda mais para os trabalhos das instituições sociais. Diversas organizações buscam doações para continuar oferecendo seus atendimentos e a tecnologia pode ser uma aliada.

Apps e sites, por exemplo, fornecem mecanismos que facilitam o processo de doação para as instituições.

Segundo pesquisa da GeekHunter, empresa de recrutamento especializada na contratação de profissionais de tecnologia, o aumento do setor chegou a 310% no ano passado. “Era comum as organizações trabalharem com bazares, eventos e reuniões para arrecadar itens e valores financeiros. No início da pandemia houve uma grande movimentação para doação, como o movimento das lives grandiosas, por exemplo, mas não se tornou uma cultura”, lamenta Rodolfo Schneider, gerente de captação de recursos do Marista Escolas Sociais.

Crédito: Getty Images/iStockphoto19,1 milhões de brasileiros que vivem em um quadro de insegurança alimentar – iStock

Doações são essenciais para o período 

No Brasil, a fome voltou a crescer nos últimos anos. São 19,1 milhões de brasileiros que vivem em um quadro de insegurança alimentar. Os dados são do  Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da covid-19 no Brasil, desenvolvido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (Rede Penssan).A pesquisa apontou um crescimento de quase 20% de domicílios em 2018 para o final do ano passado. Subindo de 36,7% para 55,2%. É nesse contexto que as instituições sociais mais atuam durante a pandemia. “Nas áreas de vulnerabilidade social que a atuação se faz ainda mais necessária, seja na saúde, alimentação, educação, as organizações se mostraram importantes e significativas dentro das comunidades”, reforça Schneider

Todos podem contribuir

As doações podem influenciar e transformar a rotina das famílias que estão passando por esse momento. “A máxima que todos podemos contribuir é verdadeira, em menor ou maior quantidade, muitas vezes as opções estão apenas a um clique de todos, nos nossos celulares”, afirma Schneider.

Os sites e apps aproximam as pessoas das instituições. Confira uma lista de cinco oportunidades de fazer doações e praticar a solidariedade.

  • Doe sem gastar um centavo a mais com isso

O site impostosolidario.org.br ensina o usuário a destinar parte do seu Imposto de Renda para instituições sociais afetadas pela pandemia. Menos de 3% dos contribuintes fazem essa destinação e o potencial de arrecadação chega a 4 bilhões que beneficiariam milhares de instituições sociais. No site é possível conferir o passo a passo e conhecer histórias inspiradoras na área da educação

  • Doe com ações

O aplicativo Ribon permite que usuário faça doações gratuitamente para ONGs. Criado por brasileiros, a plataforma permite conhecer diversas causas humanitárias e doar por meio de clicks e moedas virtuais para diversos projetos patrocinados.

  • Doe com o aplicativo

O Picpay, app e conta digital possui a central de doações do aplicativo, com ela é possível consultar causas sociais espalhadas em todo o território nacional, e fazer a sua doação utilizando apenas um clique.

  •  Doe para campanhas

O aplicativo Joyz foi criado para conectar aqueles que querem ajudar com aqueles que precisam de ajuda. A rede promove impacto e campanhas do bem, com diversas histórias prontas para receber contribuições financeiras.

  • Doe e seja voluntário

O site atados.com conecta pessoas ao trabalho voluntário, mesmo em casa e durante o período de isolamento social, o site permite que as pessoas se tornem embaixadoras digitais e doem para entidades ligadas ao combate à fome.

Marista Escolas Sociais: Marista Escolas Sociais atende gratuitamente 7700 crianças, adolescentes e jovens por meio de 20 Escolas Sociais, localizadas em cidades de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Os alunos atendidos nas Escolas Sociais têm acesso a uma educação de qualidade e gratuita que vai desde a educação infantil até o ensino médio, além de projetos educacionais e pedagógicos que acontecem no período contrário às aulas. https://maristaescolassociais.org.br/

Compartilhe: