Abaixo-assinado pede aborto para menina de 10 anos grávida por estupro

A petição foi lançada pela Coletiva Sangra para que a Justiça autorize a prática no caso da criança violentada

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um coletivo de mulheres lançou um abaixo-assinado para que a menina de 10 anos grávida por estupro em São Mateus (ES) possa recorrer à prática do aborto.

A hashtag #gravidezaos10mata viralizou nas redes sociais
Crédito: ReproduçãoA hashtag #gravidezaos10mata viralizou nas redes sociais

A Justiça ainda não se posicionou sobre a questão. E o impasse tem mobilizado organizações de defesa de mulheres e crianças.

Caso da Coletiva Sangra, que apoia causas ligadas ao feminismo e criou um abaixo-assinado em favor da autorização judiciária para o procedimento do aborto da menina de 10 anos.

De acordo com Marinava Broedel, secretária de Assistência Social de São Mateus, a interrupção da gestação ainda está em avaliação por parte do Judiciário.

Ao criar a petição, a Coletiva Sangra argumenta que o acesso ao aborto é legal em casos de abuso sexual de crianças, inclusive por a gravidez colocar em risco a vida da menina.

No sábado, 8, ela deu entrada em um hospital de São Mateus (ES) acompanhada de uma tia.

Exames comprovaram a gravidez. A menina afirmou que é abusada pelo tio desde os 6 anos de idade. O suspeito ainda não foi localizado.

Nas redes sociais, a hashtag #gravidezaos10mata.

Aqui você pode participar do abaixo-assinado para que a menina de 10 anos grávida por estupro possa recorrer ao aborto.