Últimas notícias:

Loading...

Advogado diz que tratou Mari Ferrer ‘dentro dos limites profissionais’

Para o defensor de André Aranha seu comportamento seria tido como legal, se considerada "a exaltação de ânimos que costuma ocorrer em audiências daquelas"

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O advogado Claudio Gastão da Rosa Filho, defensor do empresário André Aranha, acusado por Mari Ferrer por estupro durante uma festa, em 2018, afirmou acreditar “ter atuado dentro dos limites legais e profissionais” durante audiência do caso. As declarações foram dadas em entrevista ao jornal Estado de S.Paulo.

Segundo Rosa Filho, houve um “mal-entendido” e ele ainda disse repudiar “qualquer forma de agressão contra a mulher”.

advogado mari ferrer
Crédito: Reprodução/YoutubeAdvogado diz que tratou Mari Ferrer ‘dentro dos limites profissionais’

Caso Mari Ferrer: web se revolta com julgamento de estupro

“Lamento o mal-entendido caso alguém tenha se sentido ofendido, porque jamais foi minha intenção ofender ou agredir quem quer que seja. Acredito ter atuado dentro dos limites legais e profissionais, considerando-se a exaltação de ânimos que costuma ocorrer em audiências como aquela”, afirma.

“A audiência foi tensa e os embates entre a defesa e Mariana foram constantes e longos. Mariana mencionou as minhas filhas menores e aspectos da minha vida, algo que raramente é feito pela parte de um processo em relação a um advogado que nele atua”, afirmou o advogado.

O advogado ainda disse que as dinâmicas entre defesa e acusação “abrangem aspectos relacionados a hábitos, perfis, relacionamentos e posturas das pessoas envolvidas”. “Por isso fiz indagações a Mariana a respeito desses pontos”, alega.

Mari Ferrer acusa André Aranha de tê-la estuprado durante uma festa do Cafe De La Musique, na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis, em 2018. O empresário foi absolvido, em 9 de setembro, pelo juiz Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal de Florianópolis, por falta de provas. Na época, a decisão gerou revolta. 

Durante a audiência, o advogado mostrou fotos de um trabalho de Mari Ferrer como modelo e disse que as imagens seriam “ginecológicas”. Além disso, durante a sessão ele afirmou que “jamais teria uma filha” do “nível” de Mari Ferrer.

A vítima chorava e ouviu do advogado: “Não adianta vir com esse teu choro dissimulado, falso e essa lábia de crocodilo”. Mari Ferrer ainda afirmou que nem mesmo os acusados eram tratados daquela maneira, ao reclamar da conduta de Cláudio Gastão da Rosa Filho.

“Teu showzinho você vai no seu Instagram dar depois”, disse o advogado de Aranha. “É seu ganha pão a desgraça dos outros, fala a verdade”.

O advogado representou o guru bolsonarista, Olavo de Carvalho, em uma ação movida contra o historiador Marco Antonio Villa e defendeu Sara Giromini ‘Winter’ quando ela foi presa pela Polícia Federal após organizar manifestações pedindo o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).