Últimas notícias:

Loading...

Ao separar briga de casal, jovem é atingido por motosserra

Agressor ainda tentou invadir o hospital em que a vítima foi socorrida

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um adolescente foi golpeado com uma motosserra ao tentar separar uma briga de casal em Tapurah (MT), no último domingo, 3. O agressor, um homem de 39 anos, perseguiu e atingiu o jovem nas costas e na mão.

Ao separar briga de casal, jovem é atingido por motosserra

De acordo com o portal mato-grossense “O Liberal”, o agressor causou confusão em um clube local, onde passou a discutir com a companheira. Nesse momento, o adolescente interveio. Contrariado, o homem pegou a motosserra no carro e partiu para a agressão.

A vítima foi socorrida e o agressor ainda tentou invadir o hospital, mas não foi preso.

Briga de marido e mulher se mete a colher, sim!

foto com uma mulher desfocada sentada à mesa com as mãos juntas e um punho masculino fechado focado e demonstrando raiva à mulher
Crédito: IStock/@lolostockNão desista da denúncia! Se a polícia não chegar na primeira ligação e a violência doméstica continuar, o ideal é ligar de novo, e de novo

Segundo o ditado popular, brigas entre casais devem ser ignoradas por terceiros. Mas vale lembrar que muitos dos casos de violência doméstica não são denunciados pela vítima por inúmeros motivos. Medo ou falta de informação inclusos. Então, meta a colher, sim! Qualquer pessoa pode – e deve – dar queixa desses casos.

Outra situação comum é achar que a denúncia “não vai dar em nada” contra o agressor, uma vez que nem sempre as circunstâncias e as leis permitem que ele seja detido ou punido no momento da denúncia.

Mas não se engane! A presença da polícia no local, por exemplo, pode inibir ações mais violentas naquele momento ou até no futuro.

poster com dicas de como denunciar violência doméstica
Crédito: CNJOs casos de violência doméstica que desembocam no Poder Judiciário têm início em diferentes canais do chamado Sistema de Justiça

Campanha #ElaNãoPediu

Nenhuma mulher “pede” para apanhar. A culpa nunca é da vítima. A campanha #ElaNãoPediu, da Catraca Livre, tem como objetivo fortalecer o enfrentamento da violência doméstica no Brasil, por meio de conteúdos e também ao facilitar o acesso à rede de apoio existente, potencializando iniciativas reconhecidas. Conheça a nossa plataforma exclusiva.