Últimas notícias:

Loading...

Feminicídio: Jovem posta foto de biquíni e é assassinada

A moça foi morta e esquartejada

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Uma mulher foi assassinada após ter compartilhado fotos de biquíni no seu perfil no Twitter, no último sábado, 2. O principal suspeito é o ex-namorado. O corpo da vítima teria sido esquartejado na Comunidade Kelsons, no Rio de Janeiro. O feminicídio foi um dos assuntos mais comentados do Twitter desta terça-feira, 5.

“No seu lugar eu também me odiaria”, escreveu a jovem na legenda.

Pessoas indignadas com o crime brutal usaram a hastag #justicapelabia nas redes sociais.

O crime será investigado, mas, até agora, ninguém foi preso.

Crédito: Reprodução/TwitterFeminicídio: Jovem posta foto de biquíni e é assassinada por ex

Feminicídio

O feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher ou em decorrência de violência doméstica.

Quando o assassinato de uma mulher é decorrente, por exemplo, de latrocínio (roubo seguido de morte) ou de uma briga entre desconhecidos ou é praticado por outra mulher, não há a configuração de feminicídio.

A Lei

A lei 13.104/15, mais conhecida como Lei do Feminicídio, alterou o Código Penal brasileiro, incluindo como qualificador do crime de homicídio o feminicídio.

Também houve alteração na lei que abriga os crimes hediondos (lei nº 8.072/90). Essa mudança resultou na necessidade de se formar um Tribunal do Júri, ou o conhecido júri popular, para julgar os réus de feminicídio.

Alguns setores da sociedade questionam o objetivo de haver distinção entre o feminicídio e os homicídios comuns, mas vale ressaltar que o objetivo dessa diferenciação possui como foco o fato de que vivemos numa sociedade machista.

mulher agredida com o olho roxo atrás de uma foto sua rasgada sorrindo
Crédito: IStock/@photodetiA Lei do Feminicídio se faz necessária pois, ainda hoje, mulheres são muitas vezes submetidas a relacionamentos abusivos, à violência doméstica e a tratamentos degradantes e desumanos, pelo fato de serem mulheres

Ainda hoje, mulheres são muitas vezes submetidas a relacionamentos abusivos, à violência doméstica e a tratamentos degradantes e desumanos, pelo fato de serem mulheres.

Por isso, a violência e os homicídios decorrentes dessas características são corriqueiros.