‘Tinder’ materno: Aplicativo conecta mães para fazerem amizade

A maternidade chega com vários desafios, sendo que um deles é manter a vida social. Muitas mulheres, nessa fase, se sentem solitárias e reclusas, sentem falta das amigas. Pensando nisso, a empresária Michelle Kennedy, em Londres, criou um aplicativo para unir as mães – o Peanut.

Assim como os aplicativos de namoro, o Peanut aproxima mulheres com interesses em comum. Desta forma, as usuárias cadastradas podem escolher, por exemplo, se querem se unir às mães que não curtem malhar (“Inimiga do Fitness”), querem se divertir (“Hora do Vinho”) e as que gostam de música (“A Música é meu Remédio”).

O aplicativo aproxima mães com características em comum.

Mães de filhos especiais ou mães solo também podem se aproximar de amigas que enfrentam a mesma realidade. Outros critérios, como a idade dos filhos, os horários de trabalho e idiomas são levados em consideração.

“O Peanut é projetado para dar às mulheres uma rede, e ver a maternidade como uma aventura na vida dela. Cada passo do Peanut é orientado para torná-lo simples de alcançar e se conectar de forma amigável e acessível”. – declarou a empresa em comunicado oficial à imprensa.

O app é gratuito (disponível na Apple Store e no Google Play) e funciona de maneira parecida com os de namoro: as mães podem arrastar a tela para cima para dar um “oi” ou para baixo para mover para a próxima “candidata”. Assim os pares vão sendo formados.

No app Peanut, mães de filhos especiais ou mães solo também podem se aproximar de amigas que enfrentam a mesma realidade.

Um recurso recente lançado pelo Peanut é a criação de “Páginas”, que funcionam como comunidades onde as mulheres podem participar de acordo com temas – dinheiro, relacionamentos, eventos atuais, equilíbrio entre vida e trabalho, por exemplo. Além disso, existe a possibilidade de criar grupos, assim as usuárias podem sugerir ideias de reunião e enviar convites para as amigas.

“Estamos em uma missão para construir uma comunidade de mulheres. Porque a maternidade não caracteriza toda a identidade da mulher. Ela é uma chance a mais para se unir. O Peanut é uma boa oportunidade, inclusive, para encontrar destinos amigáveis para crianças” – completa o comunicado da empresa.

Leia mais:

1 / 8
1
02:09
Maioria reprova mudanças para o trânsito propostas por Bolsonaro
De acordo com uma pesquisa Datafolha, divulgada neste domingo, dia 14, a maioria da população reprova o projeto de lei …
2
02:00
Jair Bolsonaro volta a defender filho Eduardo na embaixada nos EUA
Alvo de críticas desde a última semana por indicar Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos, …
3
04:13
Eduardo Bolsonaro ganha bolsa embaixada de seu pai
O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que pretende indicar seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, como embaixador do …
4
06:27
Previdência: entenda como pode ficar a sua aposentadoria
A Câmara dos Deputados aprovou com 379 votos o texto-base da reforma da Previdência. No entanto, a proposta ainda pode …
5
01:58
Desastre na Bahia: Barragem se rompe e moradores deixam suas casas
Uma barragem se rompeu na cidade de Pedro Alexandre, a 435 quilômetros de Salvador, na Bahia, na manhã desta quinta-feira, …
6
16:59
Glenn no Senado: confira os principais momentos do depoimento
O jornalista Glenn Greenwald, editor do portal The Intercept Brasil, foi ao Senado prestar esclarecimento sobre o vazamento das mensagens …
7
03:14
Dimenstein: Por que eu defendo a reforma da previdência?
A Câmara aprovou nesta quarta-feira, 10, o texto principal da reforma da Previdência. O placar foi de 379 votos a …
8
03:22
Dimenstein: por que eu defendo Tabata Amaral?
Em meio à polêmica envolvendo a votação pela reforma da Previdência, que aconteceu nesta quarta-feira, 10, no plenário da Câmara, …