Após desabafo, vendedor humilhado por cliente recebe R$ 108 mil em doações

Em apenas três dias, uma vaquinha online foi organizada levantando R$108 mil

Por: Redação

Viralizou a postagem de desabafo do vendedor de salgados que, por ser novo no oficio e não ter uma mão, atrasou a encomenda e foi humilhado pelo cliente. Diversas pessoas foram tocadas pela história e em apenas três dias, uma vaquinha online foi organizada levantando R$108 mil.

José Rafael Marciano, de 32 anos, mora em Marília no interior de São Paulo, decidiu começar na panificação para complementar a renda durante a pandemia do novo coronavírus. Porém, logo na primeira venda as coisas não saíram como o esperado.

Crédito: ReproduçãoVaquinha online faz vendedor de salgados não abandonar profissão

O cliente não aceitou os salgados pelo atraso na entrega e o vendedor fez o post tentando encontrar novos compradores para não ficar com o prejuízo da mercadoria encalhada em casa. Ele explicou que o cliente pediu a encomenda por volta das 9h para que os salgados fossem entregues às 11h. Mas, como eram mais de 50 unidades, ele só terminou o serviço às 13h.

“Fiz com maior carinho, fui até na casa, aí não quis mais porque demorei um pouco. Gente, eu faço tudo na mão, sou deficiente físico, faço tudo com dificuldade, agora vieram me xingar, me ofender. Sobrou muito salgado. Se alguém quiser”, postou.

Rafael ficou bem abalado, pois havia usado o pouco do dinheiro que tinha para comprar os ingredientes. Ele também pensou em doar os salgados e parar com a profissão recém adquirida. Porém, com o grande alcance da história, até o Padre Fábio de Melo compartilhou, agora ele já está pronto para seguir com seu sonho.