As 10 piores Fake News contra Bolsonaro, Haddad, Ciro e Lula

Por: Redação

Não é fácil escolher as piores Fake News dessas eleições. A lista é enorme e repleta de absurdos. Espanta – e muito – que muita gente não apenas acredite, mas ajude a disseminar.
Mas escolhemos as  10 piores para mostrar até onde vai a capacidade de as pessoas acreditaram em notícias obviamente falsas, sem checar. Ou nem desconfiar.

  • 1. Casas Bahia x Ciro Gomes

    Crédito: El País/Reprodução

    Durante a campanha, o pedetista Ciro Gomes propôs limpar o nome dos endividados no Sistema de Proteção de Crédito (SPC).

    Uma fake news, no entanto, diz que a Casas Bahia passaria a proibir a venda parcelada para eleitores do candidato.

  • 2. Seguranças cubanos de Haddad

    Crédito: El País/ReproduçãoLegenda:

    Trajados de camisetas verde-oliva e bonés que estampavam a bandeira da ilha comunista, militares cubanos teriam pousado em Caxias do Sul (RS) para garantir a segurança do candidato petista Fernando Haddad.

    da Sierra Maestra um destacamento de militares cubanos pousou em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, para garantir a segurança do candidato petista Fernando Haddad.

    Apesar da teoria conspiratória, a foto apenas registrava simpatizantes petistas acompanhando o presidenciável em dia qualquer da campanha pelo país.

  • 3. Bolsonaro no Programa Silvio Santos

    Crédito: El País/ReproduçãoLegenda: El País/Reprodução

    Um dia, no programa do Silvio Santos, uma participante teria que responder a uma pergunta.

    Para adivinhar o nome do personagem oculto, foram inseridas três opções como resposta: “próximo presidente”, “vai salvar o Brasil” e “não é corrupto”. As dicas originais eram “foi do Exército”, “mudou o regime” e “15 de novembro”, referindo-se ao general João Batista Figueiredo.

  • 4. Bolsa ditadura

    Crédito: El País/ReproduçãoLegenda:

    Segundo uma mensagem divulgada sem qualquer embasamento ou indício de veracidade, a fake news dizia que 20 mil pessoas haviam sido anistiadas após o término da ditadura. Assim surgiu a “Bolsa Ditadura”, que concederia, entre outros privilégios, a isenção do imposto de renda.

    Entre os supostos beneficiados apareciam nomes como Fernando Henrique Cardoso, Caetano Veloso, Lula, Taiguara e Marieta Severo.

  • 5. Mamadeiras eróticas do PT

    Crédito: El País/ReproduçãoLegenda:

    MAMADEIRAS ERÓTICAS ENTREGUES PELO PT. O motivo? combater a homofobia. A notícia é tão absurda que sequer merece uma explicação.

    De qualquer forma, tanto o Partido dos Trabalhadores como o Ministério da Educação garantiram que tudo não passa da mais absurda das fake news.

  • 6. Trouxinhas de maconha com o desenho do Lula

    Crédito: El País/ReproduçãoLegenda:

    Uma apreensão de trouxinhas de maconha embalada com uma ilustração de Lula deu o que falar nos grupos do Whats e internet afora.

    Isso porque, segunda a fake news, a imagem era a prova de uma conspiração política entre o PT o grupos de traficantes. O texto dizia:

    “Enquanto traficantes ameaçam nas favelas quem vai votar no Bolsonaro eles fazem campanha em tabletes de maconha com foto de Lula Livre, com certeza com apoio do partido”.

    A droga foi encontrada pela Polícia Militar de São Paulo em Batatais, mas não teve relação alguma com o partido.
    Além disso, papa Francisco, do Neymar e de outras celebridades também já foram “homenageadas” pelo crime organizado.

 7.  Família Bolsonaro  fazendo campanha contra nordestinos

Seria um suicídio para qualquer político que dispute a presidência atacar nordestinos. Ainda mais debochando. Mesmo                assim muito gente acreditou que Flávio Bolsonaro, acompanhado do pai, teria usado essa camiseta.

8.- Adélio Bispo no comício de Lula

No calor dos acontecimentos, muita gente acreditou que Adélio Bispo, ex-PSOL,  que tentou matar Bolsonaro,

estava mesmo no comício de Lula.

9. As tatuagens de Che Guevara e Lenin de Manuela

Ainda estão correndo as imagens mostrando tatuagens inexistentes de Manuela D’Ávila, vice de Haddad, de Che Guevara e Lenin.

10- O “apoio” de Ivete a Bolsonaro

A cantora Ivete Sangalo já está se desgastando ao se manter neutra nessas eleições, criticada por fãs e cobrada por outras            celebridades. Mesmo assim, correu nas redes seu “apoio” Bolsonaro.