Ativistas protestam no Carrefour de Osasco após morte de cachorro

Manifestantes levaram seus animais de estimação e cartazes para a manifestação

Por: Redação | Comunicar erro
manifestantes morte cachorro osasco
Crédito: Reprodução/TV GloboManifestantes protestaram em supermercado após morte de cachorro em Osasco

Na tarde deste sábado, 8, ativistas fizeram um protesto em frente ao Carrefour de Osasco, na Grande São Paulo (SP), após a morte brutal do cachorro Manchinha, no dia 30 de novembro, cometida por um segurança do supermercado.

Os manifestantes levaram seus cachorros para o ato, pediram justiça por meio de cartazes e abordam os carros que passaram em frente ao local. O evento, organizado pelas redes sociais, tinha 12 mil pessoas confirmadas.

Em nota, o Carrefour disse que “se reuniu com diversas ONGs e entidades que atuam com a causa animal, ouvindo suas solicitações e recomendações para a construção de iniciativas em prol da causa”. Entretanto, o centro comercial ficou fechado durante todo o protesto.

CONFISSÃO

segurança cachorro carrefour osasco
Crédito: Reprodução / FacebookSegurança confessou ter matado cachorro no Carrefour de Osasco

O segurança acusado de cometer maus-tratos e matar um cachorro no Carrefour de Osasco, na região metropolitana de São Paulo, confessou o crime em depoimento à Delegacia de Meio Ambiente nesta quinta-feira, 6.

O vigia de uma empresa terceirizada disse que se arrependeu de agredir o animal, conhecido por Manchinha, e que não tinha a intenção de matá-lo. Ele afirmou que só notou a gravidade do problema após ter visto sangue, momento em que acionou o Centro de Controle de Zoonoses.

O acusado foi indiciado por praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. Caso seja condenado, ele pode pegar uma sentença de três meses a um ano de prisão e ainda pagar uma multa. O segurança responderá em liberdade.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública disse que o caso ainda está sendo investigado. “Policiais analisam imagens de câmeras de segurança do local e colhem oitivas de testemunhas, como a veterinária do Centro de Zoonoses de Osasco, que atendeu o animal, e o segurança do estabelecimento, porém mais detalhes não podem ser passados para não atrapalhar as investigações.”

O Carrefour emitiu um comunicado oficial em sua página no Facebook nesta terça-feira, 4, no qual reconheceu que “um grave problema ocorreu” na unidade e ressaltou que “o funcionário de empresa terceirizada foi afastado”.

Compartilhe: