Augusto Nunes chama Boulos de ‘estuprador do direito de propriedade’

“Boulos é mais que um candidato. É uma ameaça”, escreveu o jornalista

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos. anunciou nesta terça-feira, 11, que irá processar novamente o jornalista Augusto Nunes.

O motivo é um artigo publicado pelo jornalista no portal R7 em que ele se referiu ao candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo como “estuprador de direito de propriedade”.

guilherme boulos ameaça de morte
Crédito: Reprodução/TV Globo“Espera a intimação, Augusto”, disse Boulos, pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PSOL e que já venceu outra ação contra o jornalista

“Boulos acaba de formalizar sua candidatura a prefeito pelo PSOL, com o apoio de devotos de Lula e do PT. Caso se eleja, centenas de invasões serão consumadas na maior metrópole do Brasil. Como reagirá o estuprador do direito de propriedade? Defenderá a cidade que governa ou os delinquentes que lidera?”, escreveu Augusto Nunes.

No Twitter, Boulos respondeu ao ataque anunciando novo processo. “O jornalista rola-bosta Augusto Nunes deixa mais uma vez sua marca de baixeza. A Record se prestar a isso é lamentável, ainda que não surpreendente. Vai tomar mais um processo, o terceiro. Já me deve R$ 20 mil de indenização por espalhar Fake News. Espera a intimação, Augusto!”, escreveu.

Guilherme Boulos e a deputada federal Luiza Erundina foram escolhidos em julho os pré-candidatos do PSOL a prefeito e vice-prefeita de São Paulo.

Boulos foi candidato do partido à Presidência em 2018 —teve 617.122 votos, ou 0,58% dos votos válidos. Erundina foi prefeita de São Paulo entre 1989 e 1992 e disputou novamente o cargo em 1996, 2000, 2004 e 2016.

Compartilhe: