Últimas notícias:

Loading...

Barraca da Confiança: agricultora cria loja onde clientes fazem a compra sozinhos

Barraca de plantas e frutas inspira boas ações e esperança no interior da Bahia

Por: Redação

Em tempos onde palavras como “empatia se fazem necessárias para além da semântica, uma barraca de frutas de beira de estrada, entre as cidades de Itabuna e Buerarema, no Sul da Bahia, tornou-se notícia por inspirar um gesto de valor incalculável: solidariedade.

Com plantas e frutas que cultiva em sua horta , a agricultora Iraildes Oliveira criou a Barraca da Confiança, que funciona através do esquema “pegue e pague”. Nela, o cliente realiza a compra sem intermédio de um vendedor e o dinheiro é deixado numa caixinha disponibilizada pela produtora rural.

Barraca da Confiança está localizada à margem da BR-101, no Sul da Bahia – Reprodução/TV Santa Cruz

Com a criação da barraca, Iraildes divide sua rotina entre regar as plantas, colher as frutas, repor a barraca e, ao final do dia, contabilizar o dinheiro depositado na caixinha. “Planto de tudo um pouco. Tudo o que nós temos vai ali para aquele cantinho [a barraca]. Foi meu filho que me deu força para criar a barraca. Ele disse que se não desse certo, a gente tirava, mas está dando certo, graças a Deus. Deus tem mandado pessoas boas para nos ajudar comprando”, disse em entrevista a uma emissora de TV da região.

Sentimento de esperança

A história também ganhou repercussão nas redes sociais quando um policial rodoviário, que fazia ronda pela local, avistou um carro parado na estrada. Ao solicitar ajuda, descobriu que a família estava comprando mercadorias na barraca.

Surpreso com a situação, o oficial Vinicius Alcântara gravou um vídeo para divulgar o endereço da modesta e inspiradora vendinha na internet. “A barraca é muito mais do que uma questão comercial ou de mercado. Ela espalha um sentimento de esperança, de confiança e de que as relações humanas podem ser muito melhores do que são”, ressaltou o policial em entrevista à emissora TV Santa Cruz.

Compartilhe: