Barroso curte frase contra Bolsonaro e depois se desculpa

Presidente do TSE alegou ter curtido 'sem querer' postagem que destacava fala do deputado Kim Kataguiri

Por: Redação

Após curtir uma publicação no Twitter contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Twitter, o chefe do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, usou a mesma rede para se desculpar pelo ato, alegando ter sido um erro de “adaptação” à plataforma.

Barroso Twitter
Crédito: Abdias Pinheiro/ASCOM/TSEPresidente do TSE, Luis Roberto Barroso, alegou ter curtido ‘sem querer’ postagem contra Bolsonaro no Twitter

“Curti ontem um post sem querer. Ainda estou me adaptando a esta rede. Não curto posts com conteúdo de polarização política. Ao contrário, busco contribuir para o aprimoramento das instituições e para o debate racional de ideias. Agradeço a quem me alertou sobre o engano”, se defendeu Barros no Twitter.

O post em questão era uma chamada da revista IstoÉ para chamada da entrevista com o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP).

“O sonho de Bolsonaro é fechar Congresso e STF, mas ele não tem apoio popular nem das Forças Armadas para isso”, diz a publicação.

Além do pedido de desculpas, Barroso também descurtiu a publicação. Na manhã desta segunda, o post já não mais constava na lista de curtidas do  presidente do TSE.

Usuários da rede social interpretaram a curtida como uma crítica ao presidente Bolsonaro. Veja reação abaixo:

Compartilhe: