Últimas notícias:

Loading...

Bolsonaro sugere que Anvisa tem interesse escuso na vacinação de crianças

A declaração vem um dia depois de o Ministério da Saúde anunciar as regras para vacinação infantil

Por: Redação

Jair Bolsonaro (PL) colocou em dúvida a idoneidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta quinta-feira, 6, ao questionar a “verdadeira” motivação da autarquia para a vacinação de crianças contra a covid-19.

“O que está por trás disso? Qual o interesse da Anvisa por trás disso aí? Qual o interesse daquelas pessoas taradas por vacina? É pela sua vida, pela sua saúde?”, questionou o presidente.

Bolsonaro sugere que Anvisa tem interesse escuso na vacinação de crianças
Crédito: WikimediaCommonsBolsonaro sugere que Anvisa tem interesse escuso na vacinação de crianças

“Você pai e você mãe, veja os possíveis efeitos colaterais. A própria Pfizer diz que outros possíveis efeitos colaterais podem acontecer a partir de 22, 23 ou 24 anos”, disse. “E você vai vacinar teu filho contra algo que, o jovem, por si só, uma vez pegando o vírus, a possibilidade dele morrer é quase zero?”

Segundo dados da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19, o novo coronavírus é responsável pela morte de 14,3 crianças ao mês.

A declaração do presidente, feita em entrevista à Rádio Nova FM, de Pernambuco, vem um dia depois de Ministério da Saúde anunciar as regras para vacinação infantil no Brasil.

Vacinação infantil

Em dezembro de 2021, a Anvisa autorizou a aplicação de doses pediátricas da vacina Pfizer em crianças de 5 a 11 anos.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fala sobre a inclusão de crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19.
Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fala sobre a inclusão de crianças de 5 a 11 anos na vacinação contra a covid-19

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro desestimula a imunização de crianças. Ele chegou a dizer que não gostaria de vacinar a filha, Laura.

“Espero que não haja interferência do Judiciário porque a minha filha não vai se vacinar, tem 11 anos de idade”, afirmou o presidente durante as férias de fim de ano em Santa Catarina.

Nos Estados Unidos, mais de 7 milhões de crianças receberam a vacina da Pfizer. A Europa também está vacinando a mesma faixa etária.

Compartilhe: