Bolsonaro diz que vê pessoa portadora de HIV como ‘despesa’

A afirmação aconteceu durante uma coletiva de imprensa sobre a campanha do governo de abstinência sexual

Por: Redação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira, 5, que pessoas portadoras do vírus HIV – transmissor da Aids -, são “uma despesa para todos no Brasil” e  um “problema sério” para ela mesma. A afirmação aconteceu, durante uma coletiva de imprensa,  sobre a campanha de abstinência sexual da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves.

bolsonaro hiv
Crédito: Agência Brasil/Marcelo CamargoBolsonaro diz que vê pessoa portadora de HIV como ‘despesa’

Bolsonaro fez o comentário enquanto falava sobre um relato do jornalista Alexandre Garcia quanto a experiência de sua esposa obstetra.

“O próprio Alexandre Garcia, ele fala que a esposa dele, que é obstetra, atendeu uma mulher que começou com o primeiro filho com 12 anos de idade. Outro com 15, e no terceiro, que a esposa dele atendeu, ela já estava com HIV. Uma pessoa com HIV, além do problema sério para ela, é uma despesa para todos no Brasil”, disse Bolsonaro.

Para defender a campanha do governo, Bolsonaro voltou a criticar o PT. “Essa liberdade que pegaram ao longo do (governo do) PT, (em) que vale tudo, chega a esse ponto, uma depravação total”, afirmou o presidente.

Ao invés da prevenção, do diálogo, Bolsonaro aproveitou o momento para defender a abstinência como medida efetiva para evitar a gravidez na adolescência. “Quando ela fala em abstinência sexual, esculhambam ela. Quem quer? Eu tenho uma filha de nove anos, você acha que eu quero minha filha grávida no ano que vem? Não tem cabimento isso aí. É essa a campanha que ela faz”, frisou.