Bolsonaro se diz decepcionado com Geraldo Alckmin: ‘Covardia’

O tucano tem atacado constantemente o deputado em suas propagandas no horário eleitoral

Por: Redação
bolsonaro alckmin
Crédito: Reprodução/FotomontagemBolsonaro não tem gostado dos ataques da campanha de Geraldo Alckmin

Duas semanas depois de sofrer um ataque a faca durante campanha política em Juiz de Foras, Minas Gerais, no dia 6 de setembro, Jair Bolsonaro concedeu sua primeira entrevista e se disse decepcionado com seu adversário Geraldo Alckmin do PSDB.

À Folha de S.Paulo, o postulante ao Planalto pelo PSL se queixou das propagandas do tucano que têm atacado o deputado diretamente.

“Vejo com muita tristeza o Geraldo Alckmin, uma pessoa em quem eu já votei. Ele pegou pesado. Eu não esperava isso dele, mas a verdade é que ele não é diferente do PT”, disse Bolsonaro, para em seguida elencar casos polêmicos envolvendo o ex-governador de São Paulo.

“Eu não tenho tempo para rebater esse festival de baixaria. Podia perguntar da merenda, da obra do Rodoanel, da Odebrecht”, falou, para em seguida acrescentar: ‘É covardia do Alckmin’.

Bolsonaro
Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilBolsonaro falou sobre o economista Paulo Guedes

Em outro ponto da entrevista, o candidato atenuou a polêmica envolvendo o nome do economista Paulo Guedes – o “Posto Ipiranga” – e saiu em defesa de seu futuro ministro da Fazenda, caso seja eleito.

Esta semana Guedes defendeu uma espécie de CPMF – que é o imposto do cheque, extinto desde 2007.

Segundo Bolsonaro, a fala do economista foi distorcida e o parlamentar atenuou o ‘deslize’ de Paulo alegando que o mesmo não tem “experiência política”.

“Olha, ele [Paulo Guedes] não tem experiência política. O cara dá uma palestra de uma hora, fala uma coisa por segundos e a imprensa cai de porrada nela”, argumentou.

Compartilhe: