Brasileira é uma das vítimas do atentado à basílica de Nice, na França

Simone Barreto Silva tinha 44 anos e morava na França havia 30. Ela deixou três filhos

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Uma brasileira está entre às vítimas do atentado terrorista à basílica Notre-Dame de Nice, na França. Simone Barreto Silva, de 44 anos, morava no país havia 30 anos, segundo informações do Consulado Geral do Brasil em Paris.

O ataque ocorreu na manhã desta quinta-feira, 29, e deixou outras duas pessoas mortas, além de vários feridos. O autor do  atentado, o tunisiano Brahim Aoussaoui, 21 anos, foi ferido gravemente pela polícia e preso.

brasileira ataque França
Crédito: Reprodução/FacebookA brasileira Simone Barreto Silva morreu no ataque à basílica de Nice

Nascida no Lobato, na Cidade Baixa, no subúrbio de Salvador, Simone tinha três filhos e formação de cozinheira, mas atualmente trabalhava como cuidadora de idosos. Ela tinha nacionalidade francesa.

Em entrevista à rádio pública francesa RFI, um dos donos do restaurante disse que Simone chegou completamente ensanguentada. Em estado de choque, Brahim Jelloule, contou que seu irmão e um funcionário entraram na igreja, mas viram o homem armado com uma faca, foram ameaçados pelo terrorista e saíram correndo.

De acordo com a polícia, uma das vítimas teve a parte do pescoço cortada, o que fez lembrar do ataque que aconteceu em menos de um mês em uma cidade próxima a Paris. O professor de Geografia e História Samuel Paty teve a cabeça decapitada por um terrorista islâmico de origem chechena.

Segundo o prefeito da cidade de Nice, Christian Estrosi, o suspeito do atentado gritou “Allahu Akbar” (“Ala é grande”, em tradução livre), a mesma frase já foi usada por extremistas islâmicos antes de outros ataques.

Esta não foi a primeira vez que um atentado aconteceu em Nice. Em julho de 2016, um caminhão atropelou pessoas que estavam assistindo à queima de fogos em comemoração ao 14 de Julho, Dia da Bastilha. Neste dia foram mortas 86 pessoas e 500 saíram feridas.

Compartilhe:

Tags:#Crime