Últimas notícias:

Loading...

Bruna Surfistinha rebate Bolsonaro e diz que presidente foi ‘infeliz’

Raquel Pacheco afirmou que presidente deveria cuidar da moral da própria família

Por: Redação

Raquel Pacheco, mais conhecida como Bruna Surfistinha, rebateu as declarações de Jair Bolsonaro, de que não pode “admitir que com dinheiro público se façam filmes (como esse)”, referindo-se ao longa de sua vida, lançado em 2011, com Deborah Secco na pele de Raquel.

Atualmente trabalhando também como DJ, a famosa afirmou que a fala do presidente foi “infeliz” e rebateu a declaração.

Crédito: Divulgação e Agência BrasilRaquel Pacheco, a Bruna Surfistinha, ao lado de Jair Bolsonaro, presidente da república

“Sobre mais uma infeliz declaração do Bolsonaro, eu digo que ele, antes de fazer juízo de valor sobre os outros, deveria cuidar da moral da própria família, e ainda do nosso país. Afinal, ele está cuidando demais do que não precisa e fazendo pouco do dever dele principal, que é ser presidente”, declarou ao jornal “Extra”.

Na última quinta-feira, 18, Jair Bolsonaro criticou o patrocínio federal a produções audiovisuais como “Bruna Surfistinha”, durante evento em comemoração aos 200 dias do atual governo.

O presidente da república, que pretende transferir a Ancine (Agência Nacional do Cinema) do Rio de Janeiro para Brasília disse que tais produções fazem “ativismo” e que não pode admitir que dinheiro público seja destinado a filmes como o protagonizado por Deborah Secco, que relatou a história da ex-garota de programa mais famosa do Brasil.

“Agora há pouco, o [ministro da Cidadania] Osmar Terra e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha. Não dá. Ele apresentou propostas sobre a Ancine, para trazer para Brasília. Não somos contra essa ou aquela opção, mas o ativismo não podemos permitir em respeito às famílias. É uma coisa que mudou com a chegada do governo”, declarou.

Saiba os detalhes no texto abaixo:

Compartilhe: