Cadeirante se arrasta para subir em ônibus de Santos

Uma semana depois de ter que "escalar" o ônibus, ele foi impedido de usar o transporte público

Por: Redação

O cadeirante e estudante de direito Hilário dos Santos, de 56 anos, foi obrigado a se arrastar para poder entrar em um ônibus, no dia 14 deste mês, em Santos (SP). O elevador do transporte público estava quebrado. Uma semana depois, o aparelho continuava com defeito e ele foi impedido de usar o veículo.

Crédito: IStock/tanyssUma semana depois, o elevador continuava quebrado

Ele fez a denúncia do problema a autoridades e ao G1 e disse que se sentiu humilhado. “Utilizo o transporte diariamente. É revoltante. Estou nessa luta há 20 anos e isso acontece muito. Já até peguei ônibus com goteira e infiltração descendo nas minhas costas”, contou.

Hilário dos Santos é diabético e passou a usar a cadeira de rodas devido a consequências da doença. Segundo o cadeirante, não houve ajuda do motorista. Ele subiu e desceu sozinho, se arrastando pelas escadas do ônibus.

“O mesmo ônibus e o mesmo defeito rodando pela cidade mesmo após o ocorrido é muita falta de acessibilidade”, disse.

A Viação Piracicabana, responsável pela frota de ônibus, informou que todos os veículos cumprem 100% as normas de acessibilidade. A CET-Santos, como gerenciadora do contrato do transporte coletivo na Cidade, relata que promove fiscalização diária na frota para verificar as condições mecânicas, de limpeza, funcionamento do elevador para deficientes etc.

Compartilhe: