Caso Emanuelle: suspeito de matar menina é encontrado morto na prisão

Aguinaldo Guilherme Assunção estava no presidio de Cerqueira César (SP) desde a tarde de terça-feira, 14

Por: Redação

Aguinaldo Guilherme Assunção, suspeito de matar Emanuelle Pestana de Castro, de 8 anos de idade, com 13 facadas, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira, 15, dentro da cela do presidio de Cerqueira César, onde estava detido desde a tarde da última terça-feira, 14.

Aguinaldo Guilherme Assunção e Emanuelle
Crédito: Reprodução//Facebook/TV TEMAguinaldo Guilherme Assunção deu 13 facadas em Emanuelle, de 8 anos de idade

Um funcionário do Centro de Detenção Provisória (CDP) fazia a contagem de presos na cela quando notou que  Assunção estava com um lençol enrolado no corpo. Ele não dividia a cela com ninguém no momento em que foi encontrado. Segundo o G1, a morte foi confirmada pela enfermaria do presídio.

Emanuelle foi encontrada morta na noite de segunda-feira, 13, na Fazenda Santana Nova, depois que Aguinaldo Guilherme confessou que matou a menina com 13 facadas.

Ele relatou à polícia que matou a menina por vingança contra a mãe dela. Isso porque a mulher não deixava a menina brincar com o enteado dele.

Violência infantil

Casos como o da menina Emanuelle infelizmente são comuns no Brasil, um dos países do mundo em que mais se mata crianças e jovens. O país é líder no ranking de violência infantil da América Latina. No recorte nacional, três em cada dez pessoas conhecem pessoalmente uma criança que já sofreu violência.

Como denunciar?

Como nos casos de racismo, homofobia e outras violações de direitos humanos, qualquer cidadão pode fazer uma denúncia anônima sobre casos violência infantil pelo Disque 100. A denúncia será analisada e encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, respeitando as competências de cada órgão.

Veja aqui mais informações para ajudar na luta contra a violência infantil.