Colab promove conversa sobre cidades sustentáveis em SP

Roda de conversa será realizada no próximo domingo, em frente ao MASP, para abordar o que são cidades sustentáveis e como participar da gestão pública.

fachada do masp vista da avenida paulista
Crédito: DivulgaçãoO evento acontece no MASP, na Avenida Paulista

O Colab, startup de inovação em gestão púbica, vai fazer uma roda de conversa no próximo domingo na Avenida Paulista, em frente ao MASP, em São Paulo, para ouvir das pessoas o que elas pensam sobre temas relacionados a cidades, como habitação, transporte, preservação ambiental e transparência.

O evento é aberto, gratuito e sem vínculos políticos ou partidários. E vai acontecer entre 11h e 14h, durante o período da Paulista aberta.

O objetivo é debater o que são cidades sustentáveis e quais são as formas do cidadão participar da gestão municipal. Durante a discussão, a equipe do Colab também vai apresentar a Consulta Cidades Sustentáveis, que é realizada através do aplicativo Colab em parceria com o ONU-Habitat, programa da ONU para assentamentos humanos.

A segunda edição dessa consulta está no ar! O objetivo é saber de todos os brasileiros o que eles pensam sobre as suas cidades e se elas estão próximas ou não de atingir o ODS 11 da ONU, que busca “tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

Para votar, basta baixar o app Colab em seu celular (disponível para os sistemas iOS e Android) ou responder o questionário por este link.

Crédito: ReproduçãoConsulta Cidades Sustentáveis, realizada pelo Colab e o ONU-Habitat, quer saber a opinião dos brasileiros sobre as cidades em que vivem

Os participantes da roda de conversa no próximo domingo também poderão votar na pesquisa por tablets que estarão com a equipe do Colab. E quem se interessar, poderá se candidatar para se tornar um embaixador da consulta e disseminar a iniciativa entre os seus conhecidos.

Quanto maior a participação da sociedade, mais dados e informações serão reunidas e mais fiel será o retrato de cada município. Ao final da consulta, os resultados serão comparados com os do ano passado, serão disponibilizados ao público em geral e entregues às prefeituras.