Coletivo organiza virada cultural pró cotas na USP

Evento debate a importância das cotas raciais na Universidade de São Paulo a partir das 18h desta segunda-feira e segue com programação até às 16h de terça-feira

Por: Redação

Nos dias 27 e 28 de junho, o coletivo Por que a USP não tem cotas? promoverá uma virada cultural a favor das cotas. O evento será gratuito e contará com a presença de diversos artistas do rap nacional e do funk, além de coletivos musicais e DJs.

Das 18h às 16h do dia seguinte, grandes nomes como Rico Dalasam, KL Jay (Racionais), Filhos de Ururaí, Mc Tha e outros se apresentarão. Por meio desses shows, o grupo responsável pela produção levantará a pauta sobre cotas raciais e sociais.

Na terça-feira, a partir das 14h, o Conselho Universitário debaterá sobre ingresso e sobre a questão das cotas. Enquanto isso, a virada ocorrerá, de maneira independente, na Rua da Praça do Relógio, na Cidade Universitária, em São Paulo.

Kl_Jay2
Lenda viva do rap nacional ,o DJ KL Jay marcará presença nesta-feira, 28

Mesmo com a lei federal sancionada em 2012 que reserva 50% das vagas de cada instituição às cotas, a USP é uma das poucas universidades que ainda não implantou essa política. Por isso, tem sido foco de discussões e debates.

A página Por que a USP não tem cotas? caminha em conjunto com a ONG Minha Sampa para que a inclusão racial e social na instituição aconteça. Para assinar a petição que visa esse objetivo, acesse aqui.