Últimas notícias:
Loading...

Como fazer a declaração de Imposto de Renda 2023 de forma mais simples?

A declaração pré-preenchida facilita o processo e deixa tudo mais rápido. Veja como fazer:

Por: Redação

É chegado aquele período do ano em que todo mundo fica apreensivo com a declaração de Imposto de Renda 2023 exigida pela Receita Federal, mas você sabia que existem formas de simplificar todo o processo? Vem conferir:

Como fazer a declaração de Imposto de Renda 2023 de forma mais simples?
Créditos: Agência Brasil/Marcelo Casal Jr
Como fazer a declaração de Imposto de Renda 2023 de forma mais simples?

Fazendo a sua declaração pela opção pré-preenchida você inicia com diversos campos já preenchidos. As informações de rendimentos, deduções, bens, direitos, dívidas e ônus reais são importadas da declaração do ano anterior, do carnê-leão e das declarações de terceiros, como fontes pagadoras, imobiliárias ou serviços médicos, por exemplo.

A partir de 2022, todos os contribuintes podem fazer a pré-preenchida, em qualquer plataforma (online, app ou programa), entrando com a conta gov.br de nível prata ou ouro.

Saiba como iniciar a sua declaração de Imposto de Renda 2023 com várias informações pré-preenchidas

Pelo preenchimento online

  1. Acesse o e-CAC com sua conta gov.br;
  2. Clique em “Declarações e Demonstrativos”;
  3. E “Meu Imposto de Renda”;
  4. Clique em “Preencher declaração online” e no ano;
  5. Clique em “Iniciar Declaração”; e
  6. Escolha a opção “Pré-Preenchida”.

Pelo celular ou tablet

  1. Acesse o app e entre com sua conta gov.br;
  2. Toque sobre o cartão com o ano da sua declaração;
  3. Toque em “Iniciar Declaração”; e
  4. Escolha a opção “Pré-Preenchida”.

Pelo programa de computador

  1. Abra o programa;
  2. Entre com sua conta gov.br;
  3. Clique na aba “Nova”; e
  4. “Iniciar declaração a partir da pré-preenchida”.

Vale destacar que o programa, seja online, para tablet, celular e ou computador para declarar em 2023, referente ao ano calendário 2022, só estará disponível a partir de 15 de março.

As informações são importadas da base de dados da Receita Federal, que tem como origem as informações apresentadas pelo próprio contribuinte, na declaração do ano anterior e declarações auxiliares (como o carnê-leão), e por outras pessoas em outras declarações.

É importante entender que a sua declaração de Imposto de Renda só vai importar os dados se as fontes enviarem as informações. Algumas divergências ou ausências de informação podem acontecer se as fontes não entregaram a declaração ou precisaram corrigi-las por algum motivo. Por isso, nos primeiros dias de entrega é possível que nem todos os campos sejam pré-preenchidos.

E lembre-se! É de inteira responsabilidade do contribuinte a verificação da correção de todos os dados preenchidos na declaração de Imposto de Renda, devendo realizar as alterações, inclusões e exclusões das informações necessárias, se for o caso.

Mais dicas sobre a declaração do IR