Conheça o evangélico que destruiu Olavo de Carvalho nos EUA

Por: Redação | Comunicar erro
Tags: #News

O filósofo Olavo de Carvalho tem centenas de adversários, capazes de fazer os mais duros ataques.
Mas um deles venceu, fazendo um estrago na vida do filósofo: chama-se Júlio Severo, um ativista evangélico, cuja figura se assemelha a de Jesus Cristo.

Júlio foi responsável por acabar com o Instituto criado por Olavo de Carvalho, ao denunciá-lo, com base em documentos, aos integrantes do board.

Não se pode acusar Severo de petista ou comunista. Muito pelo contrário. Nas eleições, ficou com Bolsonaro.

Por suas ideias conservadoras, Severo chegou a sair do Brasil. Motivo: escapar do Ministério Público Federal que está atrás dele depois que uma queixa de “homofobia” foi registrada contra ele por sua cobertura da parada gay de 2006, de acordo com Severo.

Em seu blog, é possível ver com clareza suas posições conservadoras, como nessa foto abaixo.

Olavo virou um inimigo a ser desmontado por causa de seus ataques aos evangélicos.

Convertido ao catolicismo, Olavo de Carvalho gostava de chamar “evangélicos” de “evanjegues”.
Essa brincadeira faz parte de um dossiê que acabou com o instituto criado e presidido pelo filósofo, até no ano passado, nos Estados Unidos – Inter-American Institute for Philosophy.
O dossiê mostra frases que, em meio a palavrões, expressam ódio ao protestanismo, além de deturpações históricas.
Curiosamente, o filósofo é o guru intelectual do evangélico Jair Bolsonaro, a ponto de ter aceito suas indicações para os ministérios da Educação e Relações Exteriores.

Ao saber do texto enviado em inglês ao board, Olavo de Carvalho reagiu com mais palavrões.

Quem preparou o dossiê foi Júlio Severo, um ex-colaborador de Olavo de Carvalho.

O board foi montado por um americano chamado John Haskins, um ex-evangélico.

“A maioria dos membros americanos entrou no instituto porque Haskins apresentou Olavo como um grande homem. Eles foram enganados

“O evanjegue (termo que significa “evangélico jegue,” usado pelo astrólogo Olavo contra os evangélicos que não o seguem, mas que eu uso para os evangélicos que o seguem) que se sujeita às mentiras e xingamentos do astrólogo Olavo por causa da luta contra o marxismo é tão trouxa que não percebe que essa luta, cedo ou tarde, redundará em luta contra os evangélicos”, escreveu Júlio Severo.

Essas são algumas das frases que foram traduzidas no dossiê.

“Eu me ajoelho diante do padre para receber a comunhão, mas se depois da missa tiver de mandá-lo tomar no cu farei isso com a maior tranqüilidade: — Olhe aqui, seu Zé. Ali você era Jesus Cristo, aqui é apenas um merdinha.”

“Se eu tivesse uma buceta, faria chantagem sexual com todos os deputados e senadores e destruiria a classe política inteira de uma vez.”

“Repito: nunca existiu uma entidade chamada ‘Inquisição’ e muito menos ‘Santa Inquisição.’”

“O Bergoglio tem de ser tirado do trono de Pedro a pontapés, e o quanto antes.”

“Depois que o sujeito foi estuprado, ele pode buscar algum consolo retroativo na idéia de que uma piroca tinha sido sempre o seu desejo secreto.”

“A Igreja Católica nasceu oferecendo mártires, a igreja protestante nasceu matando.”
“Herodes salvou muitas almas: matou as criancinhas antes que pudessem pecar.”

“Vocês acham possível ser uma pura coincidência o fato de que o crescimento brutal da criminalidade e sobretudo da corrupção política tenha acontecido ao mesmo tempo que a destruição interna da Igreja Católica pela Teologia da Libertação e que a ascensão generalizada de mil e uma igrejas ‘evangélicas’ improvisadas, repletas de pastores vigaristas?”

“A credulidade com que tantos evanjegues ouvem pastores semi-analfabetos, drogados, ladrões e putanheiros é a oitava maravilha do mundo.”

Olavo de Carvalho se apresentava como ex-professor de filosofia na PUC do Paraná, apesar de não ter diploma nem de ensino médio.

O site do instituto desapareceu misteriosamente.

Fazendo uma pesquisa, é possível encontrar o site antigo.
A missão do instituto seria, entre outras coisas, promover a melhor do ensino de filosofia.

O instituto tinha um board aparentemente respeitável, com nomes da vida acadêmica americana.

A entidade estava inclusive, na condição de empregador, a ajuda a tirar vistos de trabalho para estrangeiros.

Um board desse nível servia como vitrine para captação de dinheiro com o objetivo de unir e conectar líderes e intelectuais conservadores das Américas. Era uma versão à direita do “Foro São Paulo “- a reunião de partidos, intelectuais e governantes de esquerda da América Latina. Uma das grandes obsessões do filósofo era atacar esse grupo, que comandaria a revolução comunista na América Latina.


Mas, hoje, quem digita o endereço site apenas encontra dicas de auto-ajuda em saúde e qualidade de vida.

Textos do site do instituto criado por Olavo de Carvalho

Compartilhe: