CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Covas apresenta plano para flexibilização da quarentena em SP

Sem data definida, reabertura na capital paulista gera insegurança e dúvidas entre paulistanos

Por: Redação

Após o anúncio do plano de reabertura para o estado de São Paulo, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), apresentou nesta quinta-feira, 28, a proposta de flexibilização da quarentena na capital.

A retomada econômica no maior centro financeiro do país, no entanto, ainda não tem data e estará atrelada a critérios de aprovação estabelecidos pela prefeitura.

Assim, antes de abrir as portas, setores econômicos passarão por um fluxo de aprovação, que incluirá avaliação de protocolos de funcionamento pela vigilância sanitária.

Crédito: Rovena Rosa/Agência BrasilMovimento no Viaduto do Chá durante a quarentena – Agência Brasil/Reprodução

 Como será a flexibilização ?

Um site criado pela prefeitura será responsável por reunir as propostas enviadas pelos setores que desejam retomar as atividades. Será levado em conta parâmetros sanitários mínimos definidos pelo governo estadual para cidades na fase 2, atribuída à capital.

A avaliação dos protocolos, que aprovará ou não os requisitos, será responsabilidade da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Fatores como cuidados de saúde, higiene, fiscalização, autorregulação, proteção de consumidores e funcionários e política de comunicação das regras serão levados em conta pela pasta.”A partir do dia 1º a gente passa a receber oficialmente propostas de protocolo que serão analisadas pela vigilância sanitária, e assim que referendadas os setores vão poder reabrir na cidade. Até lá, continuamos a fiscalizar o que é proibido de abrir na cidade de São Paulo, não apenas em relação a esses setores que já são liberados na fase 2, mas que só serão liberados na cidade a partir da assinatura do protocolo com a Prefeitura, mas aqueles que só podem reabrir na fase 3,4 e 5, nós vamos continuar a fiscalizar na cidade”, destacou o prefeito.

Desemprego feminino

Segundo levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a taxa de desemprego entre as mulheres brasileiras foi de 14,5% no primeiro trimestre do ano, 39,4% superior à taxa de desocupação de 10,4% dos homens. Na média global, a taxa de desemprego foi de 12,2% no primeiro trimestre.

Diante desse cenário, o prefeito Bruno Covas chamou atenção para as condições das mulheres em meio à pandemia. A ideia e promover uma política especial para a manutenção de emprego de mães que não tem onde deixar as crianças_lembrando que creches escolas permanecem fechadas.

Cinco etapas da reabertura

O plano prevê cinco etapas, que serão divididas por critérios definidos pela secretaria estadual da Saúde e pelo Comitê de Contingência para Coronavírus. São elas:

  • Fase 1 (vermelha): alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais;
  • Fase 2 (laranja): controle, possibilidade de aberturas com restrições;
  • Fase 3 (amarela): abertura de um número maior de setores;
  • Fase 4 (verde): abertura de um número maior de setores em relação à fase 3;
  • Fase 5 (azul): “normal controlado”; todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.