Publicidade

Informar

Dentistas voluntários refazem sorriso de vítimas de violência doméstica

Com informações da Folha de S.Paulo

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

De acordo com dados da Fundação Perseu Abramo, de 2011, cinco mulheres são espancadas a cada dois minutos no Brasil. Pensando nisso, o dentista Fábio Bibancos, fundador da organização não-governamental Turma do Bem, criou o projeto Apolônias do Bem com o objetivo de refazer o sorriso das vítimas de violência doméstica.

Com a ajuda de dentistas voluntários, a iniciativa disponibiliza há quatro anos tratamento integral e gratuito para mulheres que vivenciaram situações de agressão em casa. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Bibancos, vencedor do Prêmio Empreendedor Social em 2006, afirmou: “Depois de passar pelo tratamento, elas renascem, conseguem mastigar e comer, fora a vaidade que desabrocha de volta”.

O projeto foi criado há quatro anos e conta com o apoio de 16 mil dentistas

Atualmente, a ONG tem o apoio de 16 mil dentistas voluntários, espalhados por 12 países da América Latina e Portugal. A instituição tem como foco prestar atendimento odontológico gratuito a adolescentes e jovens de baixa renda.

O projeto nasceu para atender mulheres que foram vítimas de violência em São Paulo, mas se estendeu para o Rio de Janeiro e Espírito Santo nos dois anos seguintes. No futuro, a meta é ampliar a ação para todo o território nacional.

A meta é expandir a ideia para todo o território nacional

Para terem acesso ao tratamento, as mulheres passam por uma triagem feita por dentistas voluntários nos centros de atendimento nas cidades onde residem.

Assista ao vídeo abaixo sobre a iniciativa:

 

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Você sabe o que é feminicídio?

O restaurante de comida havaiana do ex-masterchef Ravi

Conheça o lavandário de Cunha

ASMR: O fenômeno do "orgasmo mental"

Publicidade