Últimas notícias:

Loading...

Saiba a diferença das condenações de Richthofen e dos irmãos Cravinhos

Os três foram condenados pelo crime de assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen, mas o que muda de um para outro?

Por: Redação

Um dos crimes mais conhecidos do Brasil, da família Richthofen, virou filme e voltou para a boca do povo nessa última semana.  Nos dois longas, “A menina que matou os pais” e “O menino que matou meus pais”, lançados simultaneamente na Amazon Prime no último dia 24 de setembro, o crime é contado em duas versões. Manfred e Marísia von Richthofen, pais de Suzane, foram assassinados brutalmente dentro da própria casa, no bairro do Brooklyn, em São Paulo, no ano de 2002, pela filha e pelos irmãos Cravinhos.

Crédito: Reprodução/InstagramSaiba a diferença das condenações de Suzane e dos irmãos Cravinhos

Quatro anos depois do crime, em 2006, a Justiça condenou Suzane a 39 anos de reclusão, mais seis de detenção. O namorado dela, Daniel Cravinhos, recebeu a mesma condenação. Cristian, o outro irmão Cravinho, pegou 38 de reclusão e seis meses de detenção.

Quais foram as sentenças?

Apesar dos irmãos teremos confessado a autoria do crime, os depoimentos deles não bateram com de Suzane. Ela alega ter sido influenciada por Daniel, e eles acusaram ela de ser a grande mandante e mentora do crime.

Todos eles foram condenados por duplo homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa das vítimas. Além disso, teve fraude processual, porque eles mudaram a cena do crime. Cristian também foi condenado por furto.

Pena de Daniel Cravinhos: 16 anos de prisão e 4 pelo agravantes para cara uma das motes. Por ter confessado, foi diminuído um ano (seis meses para cada morte). Ele recebeu também mais seis meses e dez dias-multa por conta da fraude processual.

Pena Cristian Cravinhos: 15 anos de prisão (mais 4 anos pelos agravantes) para cada uma das mortes. Por também ter confessado a autoria do crime, teve seis meses de pena diminuída. Mas por ter furtado, ele teve mais um ano acrescentado na reclusão e teve que pagar multa pelo furto, com o combo de mais seis meses de detenção e dez dias-multa pela fraude.

Pena Suzane von Richthofen: 16 anos de prisão, além dos 4 pelos agravantes, para cada um de seus pais mortos. Por ter menos de 21 anos na época, ela teve seis meses a menos de detenção. Por conta da fraude em ter alterado a cena do crime, ela também foi condenada a seis meses e dez dias-multa.

Compartilhe: