Elaine Caparroz se manifesta sobre espancamento no Instagram

No texto, ela descreve o horror vivido durante as quatro horas de agressões

Por: Redação | Comunicar erro

Espancada durante quatro horas, em episódio de violência que comoveu o Brasil, a paisagista Elaine Caparroz, de 55 anos, agradeceu o carinho que recebeu em uma postagem feita neste sábado, 23, no Instagram.

Após deixar o hospital na última sexta-feira, 22, Caparroz aproveitou o momento para chamar a atenção sobre as estatísticas de violência contra a mulher no Brasil. “O Brasil é o 5º lugar no mundo no ranking de feminicídios, segundo mapa da violência de 2015. Vamos juntos fazer o possível para combater a violência contra a mulher!”, defendeu ela.

Na publicação, a vítima comentou sobre os momentos de horror que viveu em seu apartamento. Confira a postagem: 

“Hoje quero agradecer por todo carinho que recebi! Foram milhares de mensagens de apoio, e essa energia me encheu de força e esperança!

Foi um horror o que eu passei e jamais esquecerei. Mas o que importa é que o meu caso gerou comoção geral, as pessoas ficaram muito impressionadas e querem justiça pois revoltou tamanha brutalidade.

Fui agredida por várias horas seguidas, o que demonstra intensa crueldade e a intenção dele de matar, só não o fez porque eu obtive socorro, ou seja por uma circunstância que não dependeu da vontade dele! Apesar dos meus gritos de socorro ele não titubeou e prosseguiu com o espancamento.

O Brasil é o 5º lugar no mundo no ranking de feminicídios, segundo mapa da violência de 2015. Vamos juntos fazer o possível para combater a violência contra a mulher!

“NEM UMA A MENOS” Deve ser a bandeira de toda sociedade que precisa agir diante dessas ocorrências! MPD Movimento do Ministério Público democrático, obrigada!”.

Visualizar esta foto no Instagram.

Hoje quero agradecer por todo carinho que recebi! Foram milhares de mensagens de apoio, e essa energia me encheu de força e esperança! Foi um horror o que eu passei e jamais esquecerei. Mas o que importa é que o meu caso gerou comoção geral, as pessoas ficaram muito impressionadas e querem justiça pois revoltou tamanha brutalidade. Fui agredida por várias horas seguidas, o que demonstra intensa crueldade e a intenção dele de matar, só não o fez porque eu obtive socorro, ou seja por uma circunstância que não dependeu da vontade dele! Apesar dos meus gritos de socorro ele não titubeou e prosseguiu com o espancamento. O Brasil é o 5º lugar no mundo no ranking de feminicídios segundo mapa da violência de 2015. Vamos juntos fazer o possível para combater a violência contra a mulher! “NEM UMA A MENOS” Deve ser a bandeira de toda sociedade que precisa agir diante dessas ocorrências! MPD Movimento do Ministério Público democrático, obrigada! @fsucasas @crisarcangeli

Uma publicação compartilhada por Elaine Caparroz (@elaine_caparroz) em

Compartilhe:

1 / 8
1
01:42
A nova decisão do STF e o futuro da Lava Jato
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a partir de então os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção quando …
2
02:31
Atentado na Nova Zelândia: crimes transmitidos nas redes sociais
Mais um atentado terrorista chocou o mundo nesta sexta-feira, dia 15. Um atirador realizou ataques simuntâneos em duas mesquitas, deixando …
3
01:45
O lugar em que os atiradores de Suzano foram considerados heróis
Uma reportagem publicada nesta terça-feira, 14, pelo portal da Vice indica que os atiradores que invadiram a Escola Estadual Raul …
4
04:17
Últimas notícias sobre a tragédia em Suzano
5
04:37
Entrevista com Monica Benicio: um ano de luta por Marielle
Monica Benicio não consegue se lembrar de quem era antes da noite do 14 de março de 2018. Naquele dia, …
6
06:46
Uma das publicidades mais geniais da história contra o machismo
Em nosso projeto "Causando", destinado a mostrar marcas que assumem causas, convidamos uma executiva da África para analisar uma publicidade …
7
03:56
Bruno Covas acertou na mudança do Bilhete Único
O que muda pelas novas regras estabelecidas pela Prefeitura de São Paulo pro Bilhete Único na modalidade vale-transporte? A partir …
8
08:43
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …