Espanha terá primeiro asilo para pessoas LGBT do mundo

O objetivo da residência pública é proporcionar uma vida digna a esse grupo

Por: Redação
Crédito: IStock / AneeseA residência deve dar abrigo a 66 moradores

A cidade de Madri, na Espanha, abrirá em dezembro deste ano o primeiro asilo do mundo para pessoas LGBT. De acordo com informações da Agência Efe, o objetivo do local é representar uma nova experiência para os aposentados que não se sentem à vontade nos modelos tradicionais desse tipo de residência.

Em entrevista à Efe, Federico Armenteros, que trabalha desde 2010 na “Fundación 26 de Diciembre: Mayores LGTB”, afirmou que a ideia é proporcionar uma vida digna a essas pessoas.

O asilo funcionará em um prédio doado pelo governo da capital espanhola. Segundo a agência, o local deve dar abrigo a 66 moradores e ainda ter um centro de atividades diárias. A residência será oferecida a partir de verba pública e a gestão ficará a cargo da própria fundação.

Para Armenteros, os centros tradicionais da Espanha não estão preparados para a diversidade e, por isso, muitos idosos sofrem preconceito e não são acolhidos da melhor forma.

Cerca de 160 mil idosos LGBT no país precisam ir para uma casa de convivência em algum momento da vida, informou a instituição.

Crédito: Fundación 26 de Diciembre: Mayores LGTBO asilo vai abrir em dezembro deste ano

Compartilhe: