Estudante se diz maltratada durante feira de adoção de Luisa Mell

Isabela Dutra ficou 9h esperando para fazer entrevista de adoção e depois de aprovada foi vetada porque não tinha dinheiro para pegar um Uber, naquele dia

Por: Redação | Comunicar erro

A estudante Isabela Dutra foi a uma feira de adoção tentar adotar um cãozinho e foi maltratada pelos organizadores. A feira em questão é a organizada pelo Instituto Luisa Mell, depois do resgate de 1 700 cachorros de um canil irregular na cidade de Piedade, no interior do estado, no mês passado.

Crédito: Reprodução/FacebookEstudante se diz maltratada por voluntários de ONG de Luisa Mell

Na quinta e na sexta-feira, 21 e 21, o instituto conduziu entrevistas com pessoas interessadas em adotar algum dos animais. A ideia é saber se as famílias estão aptas a levar um cachorro para casa.

Isabela relatou em um post, que viralizou nas redes sociais, a desorganização, demora e arrogância com que foi tratada por um dos voluntários do insituto.

400 senhas foram distribuídas nesses dois dias, no Morumbi Shopping, endereço da feira, e se esgotaram em pouco tempo. Isabela foi uma das pessoas que conseguiu uma senha e precisou esperar nove horas para garantir um encontro com algum dos voluntários.

Ela contou na publicação que chegou ao centro de compras às 13h30 e que havia mais de 100 pessoas esperando. Foi atendida apenas às 22h. O bate-papo demorou 40 minutos.

Crédito: Reprodução/Instagram@luisamellLuiza Mell organiza feira de adoção e voluntários fazem estudante se sentir maltratada

Após ser aprovada, Isabela esperou ainda em outra fila. Com o adiantado da hora, a estudante ficou preocupada com a volta pra casa, já que depois da meia-noite, falta de transporte público em São Paulo. Procurou, então, uma voluntária para explicar a situação. A moça lhe aconselhou a pegar um carro particular.

“Eu disse que não tinha cartão ou dinheiro naquele momento para pegar um Uber, já que gastei tudo que eu tinha no lanche. E ela me solta, ‘se você não tem dinheiro para pagar um Uber, como vai ter condições de criar um cachorro? Porque um remédio para carrapatos é 100 reais e a ração, 200 reais’“, escreveu Isabela. “Fiquei completamente pasma.”

Segundo a estudante, os voluntários questionaram a falta de dinheiro de Isabela, que se sentiu maltatrada. “Conclusão, fui aprovada na entrevista e por causa de um Uber me barraram. Desdenharam das minhas condições financeiras e do meu emocional, fizeram eu esperar até 0h para no fim me humilhar e me tratar como se fosse um lixo“, relatou.

Ontem eu fui fazer uma entrevista para adotar um cachorro pelo Instituto da Luisa Mell, lá no Morumbi Shopping. Eu…

Posted by Isabela Dutra on Friday, March 22, 2019

Luisa Mell afirmou ao portal Veja São Paulo  que vai procurar saber o que aconteceu para que isso não se repita. “Gostaria de pedir desculpas, se ela se sentiu maltratada. Sempre oriento a equipe a lidar com todos com respeito“, diz. “Mesmo que a pessoa não esteja apta à adoção, não pode passar por isso.”

“Vale dizer que a condição financeira é importante para algumas raças. O pug, por exemplo, é um cão que tem muita doença, dá mais gastos“, afirma. “Eu faço esse trabalho para ajudar animais que só conheceram a maldade humana, que precisam de mais atenção. Faço isso por eles, não pelos humanos. O processo de seleção precisa ser mesmo rigoroso. Tem gente que quer o cachorro só por status. O objetivo é encontrar os melhores donos”, disse.

1 / 8
1
04:47
Entenda como o fogo na Amazônia virou uma crise internacional
O fogo que consome a Amazônia, maior floresta tropical do mundo, já representa 52,5% de todas as queimadas registradas no …
2
02:58
Como se prevenir de doenças
Você sabe o que são as doenças crônicas não transmissíveis? Hoje, a Dra. Aline Oliveira, médica de família, fala sobre ações …
3
03:13
Kinoplex: o cinema sem defeitos em São Paulo!
Quem disse que cinema de shopping é tudo igual? São Paulo acaba de ganhar um espaço exclusivo, com seis salas …
4
08:59
Vinicius Poit defende Salles como ministro do Meio Ambiente
O deputado federal Vinicius Poit (NOVO-SP) defendeu a permanência de Ricardo Salles como ministro do Meio Ambiente no Governo Bolsonaro. …
5
02:28
Quais são os sintomas que são gerados pelo estresse?
Com a correria do dia-a-dia somos facilmente pegos pelo estresse. E o nosso corpo indica sinais de que estamos fisicamente …
6
03:52
Surge o BolsoLula: os mesmos vícios da velha política brasileira
No vídeo, o jornalista Gilberto Dimenstein explica o conceito da expressão 'BolsoLula' e analisa as consequências da interferência política exercida …
7
04:15
Como os Beatles mudaram minha vida: parte 1
Como seria o mundo sem a inovação e energia que a música ganhou pós-Beatles. Imaginou? E se as pessoas também …
8
03:02
Jair Bolsonaro é louco, ignorante ou irresponsável?
O presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento nesta quarta-feira, 21, apontando que ONGs poderiam estar por trás das queimadas na …